Dulce Mota vai ser a CEO do Banco Montepio. Carlos Tavares fica como chairman

Supervisor fez saber que não acompanha nomeação de João Ermida para chairman do Montepio. Solução passa por "promover" interinamente Dulce Mota a CEO, enquanto Carlos Tavares continua como chairman.

Dulce Mota vai ser a nova presidente executiva do Banco Montepio, enquanto Carlos Tavares passará apenas a exercer funções de presidente do conselho de administração (chairman). Será esta a solução que a Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG) se prepara para apresentar ao Banco de Portugal, depois de saber que o supervisor não acompanha a proposta de João Ermida para o cargo de chairman, segundo o jornal Público.

O ECO confirmou que a partir do próximo dia 11 de fevereiro Carlos Tavares vai deixar de acumular as duas funções no Banco Montepio, ficando exercer funções apenas como chairman — tal como foi inicialmente proposto há um ano.

Desde que tomou posse, em março do ano passado, que o antigo presidente da CMVM é simultaneamente CEO e chairman do banco devidamente autorizado pelo Banco de Portugal e, apesar dos nomes que já estiveram em cima da mesa para desfazer esta acumulação de funções — primeiro Álvaro Nascimento e depois João Ermida –, nenhuma das duas propostas vingou realmente.

Quanto ao cargo de CEO, a posição vai ser assumida interinamente pela vice-presidente Dulce Mota, não se tratando de uma promoção (dado que Dulce Mota vai permanecer como número 2 do banco) mas é antes de uma circunstância que decorre do facto não haver um presidente executivo efetivo, apurou o ECO junto de fonte próxima. Ou seja, a antiga presidente do Activobank poderá ser uma solução transitória, ou não.

O ECO tentou contactar o banco, que não esteve disponível para responder imediatamente.

Também o Banco de Portugal não quis fazer qualquer comentário a estas mudanças. O supervisor tinha até ao próximo sábado, dia 9 de fevereiro, para emitir uma opinião em relação à proposta de João Ermida para chairman. Mas a AMMG já sabe o supervisor não acompanha a nomeação de João Ermida para presidente do conselho de administração. Ainda assim, João Ermida vai integrar a administração do banco enquanto administrador não executivo.

Estas alterações surgem num quadro de profunda alteração do Banco Montepio sob a batuta de Carlos Tavares. O banco já se despediu da marca “Caixa Económica Montepio Geral” e prepara-se para apresentar uma nova imagem nas próximas semanas. Por outro lado, o Montepio Investimento vai ganhar uma nova vida com a sua transformação para o Banco Montepio Empresas (BEM), um banco dedicado às PME e empresas de middle market e que merecerá especial atenção de Carlos Tavares.

(Notícia atualizada às 18h22)

Comentários ({{ total }})

Dulce Mota vai ser a CEO do Banco Montepio. Carlos Tavares fica como chairman

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião