Autoeuropa vai prolongar produção da Sharan até 2022

A fábrica de Palmela vai baixar o volume de produção da carrinha, que tinha o fim previsto para 2020. Empresa promete fazer investimentos.

A Autoeuropa vai reduzir a produção da carrinha Sharan, cujo fim estava previsto para 2020. No entanto, em contrapartida, a fábrica de Palmela compromete-se a prolongar a produção por mais dois anos, apurou o ECO.

A administração da fábrica esteve reunida esta segunda-feira com os sindicatos a quem foi deixada a garantia de continuidade de produção do modelo até 2022, apesar de uma redução dos atuais níveis de produção. No encontro, que decorreu esta manhã, a empresa comprometeu-se ainda em continuar a fazer investimentos na fábrica, uma preocupação manifestada pelos sindicatos e que recebeu bom acolhimento junto da administração.

Na agenda do encontro esteve ainda os horários atuais e uma tentativa por parte dos sindicatos de fixar uma data limite para os mesmos. No entanto, a administração não se comprometeu com uma data, dizendo apenas que os três turnos diários, mais dois ao sábado e domingo, se vão manter enquanto o nível de produção assim o justificar. Em causa podem estar seis a sete anos com o presente esquema de trabalho. Tudo dependerá do volume de produção, que o ano passado duplicou, graças à procura pelo novo modelo o T-ROC, embora tenha ficado aquém da meta de 240 mil definida no início de 2018.

Este ritmo elevado também levou os sindicatos a manifestar preocupação quanto aos acidentes de trabalho e as doenças profissionais. A preocupação é mútua e por isso vai ser agendada para março uma reunião com a responsável pela área de higiene e segurança no trabalho da empresa.

Comentários ({{ total }})

Autoeuropa vai prolongar produção da Sharan até 2022

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião