PayPal lança concorrente do MBWay. E de borla

Através do site ou da aplicação do PayPal já é possível transferir dinheiro entre os vários países da UE de forma imediata e sem quaisquer custos associados. Só precisa do endereço de email.

Numa altura em que os bancos começam a cobrar pelas transferências feitas por MBWay, o PayPal decidiu fazer concorrência. A empresa norte-americana lançou um serviço semelhante, com transferências imediatas, e totalmente gratuito. Este processo pode ser feito através da aplicação ou do próprio site e o dinheiro pode ser transferido do saldo PayPal, cartão ou conta bancária.

O objetivo é “solucionar as pequenas dívidas ou um problema habitual dos tempos modernos”, o PayPal acaba de expandir o serviço de pagamentos pessoais gratuitos a 25 países da União Europeia (UE), incluindo Portugal, anunciou a empresa esta terça-feira, em comunicado. Uma das particularidades é que o dinheiro pode ser transferido entre utilizadores de vários países, “sem qualquer custo associado”.

“Uma resposta rápida e confortável” para quem precisa de enviar e receber dinheiro, e que pode ser feita através do site ou da própria aplicação PayPal. Além disso, a nova funcionalidade “permite que os utilizadores façam qualquer tipo de pagamento sem terem de preencher nenhum dado bancário — apenas é necessário o endereço de email do destinatário”.

Esta atualização dos serviços da PayPal acontece depois de a empresa ter concluído, através de um estudo, que “mais de 21% das pessoas consideram que é difícil reaver dinheiro de amigos, familiares e colegas de trabalho depois de terem tido despesas em atividades partilhadas”, refere o comunicado.

A nível nacional, as principais razões que as pessoas costumam utilizar para não pagarem são por esquecimento (25,6%) e por não terem o dinheiro em mão nem acesso a uma caixa multibanco (16,8%).

Comentários ({{ total }})

PayPal lança concorrente do MBWay. E de borla

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião