Quem ganha (e quanto) com os dividendos do BCP?

Mais de metade dos dividendos que o BCP vai distribuir vão para apenas quatro acionistas. Fique a saber quanto irá receber cada um deles.

O BCP vai voltar a distribuir dividendos aos seus acionistas. O objetivo é propor a distribuição de um dividendo de 0,2 cêntimos por ação. Para os pequenos acionistas, o valor da remuneração a receber será muito baixa, mas o mesmo não acontecerá aos detentores das maiores fatias do capital do banco. Mais de metade dos 30,11 milhões de euros a distribuir em dividendos vão para as mãos de apenas quatro acionistas: Fosun, Sonangol, BlackRock e EDP.

Tendo em conta a distribuição acionista no final do primeiro semestre de 2018, os 27,06% do capital do BCP detidos pela Fosun, dão ao grupo chinês a maior fatia dos lucros. Caso os acionistas do banco liderado por Miguel Maya aprovem o valor do dividendo, o conglomerado chinês vai receber 8,18 milhões de euros.

A segunda maior fatia dos dividendos vai para outro acionista estrangeiro: a Sonangol. O grupo angolano vai receber 5,89 milhões de euros em dividendos, valor correspondente à posição de 19,49% que detém no capital do BCP.

Bastante menos vai receber a BlackRock que é a terceira maior acionista do banco, com uma participação de 3,39%. À sociedade gestora norte-americana caberá um total de 1,02 milhões de euros. Já o grupo EDP, pelos 2,11% do capital detido no BCP receberá 638 mil euros.

Mais de metade dos dividendos vão para quatro acionistas

Caso o BCP continue a melhorar os seus resultados e estes acionistas mantenham-se como acionistas de peso, o valor a receber em dividendos poderá crescer substancialmente. O objetivo do banco liderado por Miguel Maya é aumentar o atual payout de 10% para 40% em 2021, tal como o próprio assumiu na conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2018.

Comentários ({{ total }})

Quem ganha (e quanto) com os dividendos do BCP?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião