Sofia Torres é a nova presidente da Parvalorem

  • ECO
  • 25 Fevereiro 2019

Antiga responsável pela gestão da dívida pública e atual quadro da CGD vai substituir Francisco Nogueira Leite na liderança da Parvalorem. Chefe de gabinete de Mourinho Félix vai liderar Parups.

Sofia Torres é a nova presidente da Parvalorem, sociedade estatal que gere os créditos tóxicos do Banco Português de Negócios (BPN), avança esta segunda-feira o Expresso (acesso pago). A antiga responsável pela gestão da dívida pública portuguesa e atual quadro da Caixa Geral de Depósitos vai assim substituir Francisco Nogueira Leite que foi afastado do cargo, tal como avançou a semana passada o Público (acesso condicionado).

“No processo de designação dos novos administradores das sociedades Pars, o Governo enviou os nomes de Sofia Torres (presidente), Filipe de Sousa (vogal) e Susana Larisma (vogal) para avaliação da Cresap. Os três nomeados receberam, entretanto, o parecer de adequado”, avançou o Ministério das Finanças ao Expresso.

No processo de designação dos novos administradores das sociedades Pars, o Governo enviou os nomes de Sofia Torres (presidente), Filipe de Sousa (vogal) e Susana Larisma (vogal) para avaliação da Cresap. Os três nomeados receberam, entretanto, o parecer de adequado.

Ministério das Finanças

Susana Larisma, que é chefe de gabinete de Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado Adjunto e das Finanças, além de vogal da Parvalorem vai também assumir a presidência da Parups, outras das sociedades herdeiras do BPN, que ficou sob a alçada da Caixa Geral de Depósitos aquando da nacionalização, em 2008. No seu currículo Susana Larisma tem outras experiências governativas nomeadamente como técnica especialista de Jorge Moreira da Silva e de Assunção Cristas quando lideraram o Ministério do Ambiente no Governo de Pedro Passos Coelho e ainda. Foi ainda técnica do departamento de contencioso da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)

Filipe Sousa é o novo responsável da Parparticipadas, onde estão as participações em empresas resultantes do BPN, como o Banco Efisa, que ainda está à venda. O responsável vem do Novo Banco, onde era diretor do departamento de gestão imobiliária.

A Parvalorem gere os créditos incobráveis ou problemáticos do BPN e a Parups detém os imóveis, obras de arte, moedas e instrumentos financeiros do antigo BPN.

Comentários ({{ total }})

Sofia Torres é a nova presidente da Parvalorem

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião