Portugal abaixo da média da UE na despesa com proteção social dos cidadãos

Portugal está abaixo da média da União Europeia (UE) no que toca à aplicação da riqueza gerada no país com a proteção social dos cidadãos. Mas gasta mais do que Espanha.

Portugal está abaixo da média da União Europeia (UE) na despesa pública com a proteção social dos cidadãos em percentagem do PIB. A conclusão faz parte de uma informação estatística divulgada esta sexta-feira pelo Eurostat.

Em 2017, 45,8% da riqueza gerada na UE serviu para fazer face a despesa pública, indica o instituto. A percentagem tem caído desde 2012, altura em que se fixou em 48,9% do PIB da UE.

A Segurança Social representa a fatia de leão da despesa pública dos Estados-membros. No bloco, a Finlândia é o país que gasta mais em proteção social, enquanto a Irlanda é o que gasta menos.

Portugal, apesar de estar na primeira metade em termos de gastos, encontra-se abaixo da média da UE, atrás do Luxemburgo e acima de Espanha. No total, são 19 os países que têm gastos inferiores à média europeia com a Segurança Social.

A segunda rubrica de despesa pública com maior peso na UE é a Saúde. Pesa 7% no PIB da UE. Seguem-se os serviços públicos em geral (como diplomacia e transações de dívida), com 5,8%. Já a educação pesa 4,6%.

Comentários ({{ total }})

Portugal abaixo da média da UE na despesa com proteção social dos cidadãos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião