Wine With Spirit. Tecnológica vinícola portuguesa procura dois milhões de euros para expandir e namora entrada em bolsa

É uma "winetech" num negócio de "winetainment". A operar em 10 países, a startup pretende financiar-se para entrar no Benelux e Reino Unido. Tem já um parceiro estratégico garantido.

Winetainment. O conceito inovador, lançado em Portugal pela Wine With Spirit, está a ganhar adesão não só a nível nacional como na dezena de países nos cinco continentes onde a tecnológica está presente. Para continuar a expandir, a startup prevê captar até dois milhões de euros em financiamento. A entrada em bolsa é um projeto a médio prazo.

“Somos uma wine tech porque identificámos a necessidade de fazer algo diferente na área da distribuição e criámos a plataforma Lyfetaste, que permite que qualquer pessoa na Europa comercialize os nossos vinhos”, explicou Clara Niza, acionista e “financial drunk officer” — como se apresenta — da empresa, à margem do evento TechShare organizado pela Euronext.

A ideia é aproximar o vinho dos consumidores. Identificam momentos emocionais em que se justifica o consumo da bebida para encontrar uma boa combinação entre a altura e o vinho mais adequado. Identificam depois as vinhas e fazem toda a produção. Os resultados vão desde desde o sensual Dine With Me Tonight [janta comigo esta noite, em português] ao descontraído Feijoada & Co.

“Começámos por ser uma empresa exportadora porque Portugal é um mercado muito conservador”, sublinha. Os primeiros mercados em que a startup criada em 2011 entrou foram o Brasil e a Polónia. Em Portugal, têm presença física desde 2014, no El Corte Inglés. Atualmente os mercados mais fortes são os EUA, Japão e Canadá, mas veem a Nigéria e o Azerbaijão como países com grande potencial.

A winetech está de olho em novos países. Na Europa quer expandir para os países do Benelux — Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo — e no Reino Unido. O encaixe do financiamento (entre 1,5 e dois milhões de euros) de que a empresa está atualmente à procura será exatamente usado neste projeto. Clara Niza explicou que a startup está a realizar uma ronda de contacto com investidores e já tem assegurado um parceiro estratégico em Portugal.

Esta campanha acontece depois de a Wine With Spirit ter levantado 450 mil euros numa campanha portuguesa de crowdfunding através da Seedrs. Aos 115 investidores que entraram com financiamento foram entregues 5,37% do capital.

Clara Niza acrescentou que a empresa irá continuar no curto prazo com private equity, mas abrir o capital não está fora dos planos. “A entrada em bolsa pode acontecer nos próximos dois a cinco anos”, garantiu a responsável da startup que espera faturar um milhão de euros em volume de negócios este ano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wine With Spirit. Tecnológica vinícola portuguesa procura dois milhões de euros para expandir e namora entrada em bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião