Europeias: PSD dispara nas intenções de voto e aproxima-se do PS

  • ECO
  • 25 Março 2019

De acordo com uma sondagem da Aximage, os social-democratas seguem com 29,1% das intenções de voto, estando cada vez mais próximos do PS, com 34,1%.

A corrida às eleições europeias, a 26 de maio, está cada vez mais renhida. De acordo com uma sondagem, as intenções de voto do PSD dispararam e estão perto das do PS. Contrariamente aos socialistas, que se mantêm estáveis desde janeiro, os social-democratas dispararam quase dez pontos percentuais em apenas dois meses nas intenções de voto, avança o Jornal de Negócios.

Conforme mostra a sondagem, a lista do PS, encabeçada por Pedro Marques, mantém os 34,1% das intenções de voto registados em fevereiro, enquanto a lista do PSD, encabeçada por Paulo Rangel, está nos 29,1%. No caso dos social-democratas, a subida é bastante expressiva uma vez que, em janeiro, as intenções de voto eram de apenas 19,8%. Em apenas dois meses, estes cresceram quase 50%.

Este estudo, encomendado pelo Negócios e pelo Correio da Manhã, é o primeiro que analisa os efeitos da confirmação de Paulo Rangel como cabeça de lista do PSD pelo terceiro ano consecutivo.

A sondagem mediu ainda a notoriedade dos cabeças de lista: 24,7% dos entrevistados pela Aximage nomearam Paulo Rangel como candidato principal e 23,5% nomearam Pedro Marques. Marisa Matias (BE) aparece depois com 13,9%, Nuno Melo (CDS) com 11,2% e João Ferreira (PCP) com 4,5%.

Esta “guerra” entre PS e PSD tem-se intensificado nos últimos dias, com os partidos a atacarem-se mutuamente. Este domingo, António Costa defendeu o voto no PS nas eleições europeias por motivos internos, ao alertar que há quem queira “enfraquecer o Governo do PS” já na próxima ida às urnas, mas também por razões externas — porque “não é indiferente o que defendemos na Europa”.

Entre os partidos que estão representados no Parlamento Europeu, para além do PSD apenas a CDU — a aliança entre o PCP e os Verdes –, ganhou força face à última sondagem, contudo o resultado é inferior ao das últimas eleições europeias e caso este seja o resultado, poderá não conseguir eleger um dos três deputados que tem presentemente. O Bloco de Esquerda e o CDS perderam 7,6% e 7,3% das intenções de voto, respetivamente. Já a Aliança e o PAN aparecem praticamente empatados, com 2% e 1,9%, respetivamente.

Comentários ({{ total }})

Europeias: PSD dispara nas intenções de voto e aproxima-se do PS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião