Receios com abrandamento da economia pesam em Wall Street

As bolsas norte-americanas oscilaram entre os ganhos e as perdas, com a desaceleração da economia a assustar os investidores. A Apple terminou a sessão a cair mais de 1%.

As bolsas norte-americanas terminaram a primeira sessão da semana com resultados mistos, mas na generalidade negativos, enquanto os investidores continuam receosos com o abrandamento da economia global. A Apple influenciou também os índices, ao cair mais de 1%, num dia em que apresentou um leque de novidades em várias áreas, revelando uma aposta mais forte nos serviços digitais.

A marca liderada por Tim Cook transformou a Apple TV num serviço de streaming de programas, filmes e séries, que vai concorrer com a plataforma da Netflix, lançou o serviço de notícias Apple News+, anunciou que vai adicionar uma nova aba na App Store dedicada aos jogos e revelou que vai lançar, em conjunto com o banco Goldman Sachs, um novo cartão de crédito Apple Card.

O índice tecnológico Nasdaq desceu 0,06% para os 7.637,95, com os títulos da Apple a cair 1,21% para os 188,74 dólares. Por outro lado, a Netflix resistiu à chegada de um novo concorrente à corrida do streaming, subindo 1,45% para os 366,23 dólares. O S&P 500 recuou 0,08% 2.798,51 pontos, enquanto o industrial Dow Jones avançou 0,07% para os 25.519,57 pontos.

As negociações nos mercados bolsistas dos EUA têm estado condicionadas por uma onda de pessimismo em torno do estado da economia mundial. As quedas desta segunda-feira são uma réplica do que aconteceu nas bolsas europeias, que também registaram perdas pouco expressivas nesta sessão.

Comentários ({{ total }})

Receios com abrandamento da economia pesam em Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião