Parlamento Europeu aperta regras. Automóveis vão ter de emitir menos CO2

  • Lusa
  • 27 Março 2019

O Parlamento Europeu aprovou novas metas de redução das emissões de gases com efeito de estuda dos automóveis. Vão haver incentivos para a compra de elétricos.

O Parlamento Europeu aprovou esta quarta-feira novas metas para a redução das emissões de dióxido de carbono (CO2) dos automóveis na União Europeia (UE) e incentivos para a venda de veículos de emissões zero e de baixas emissões.

De acordo com a nova legislação, aprovada no hemiciclo de Estrasburgo por larga maioria, com 521 votos a favor, 63 contra e 34 abstenções, as emissões médias de CO2 dos automóveis novos terão de ser inferiores em 15% em 2025 e em 37,5% em 2030, em comparação com os limites de emissões em 2021. Para os veículos comerciais ligeiros os objetivos serão de 15% e de 31%, respetivamente, estabelece a diretiva.

A nova legislação prevê também um mecanismo para incentivar a venda de mais veículos com nível nulo ou baixo de emissões, tais como os veículos totalmente elétricos ou os híbridos recarregáveis, e inclui disposições com vista a dissuadir a fraude em matéria de emissões, abrindo caminho ao desenvolvimento de uma metodologia comum da UE para a avaliação e comunicação de emissões ao longo do ciclo de vida dos veículos.

Estas novas medidas visam ajudar a UE a cumprir o compromisso assumido no âmbito do Acordo de Paris de reduzir as emissões de CO2 em, pelo menos, 40% até 2030. O transporte rodoviário foi responsável por 22% das emissões de gases com efeito de estufa da UE em 2015, com um aumento constante desta percentagem desde 1990. Os automóveis e os veículos comerciais ligeiros representaram 73% das emissões de gases com efeito de estufa do transporte rodoviário em 2015.

Comentários ({{ total }})

Parlamento Europeu aperta regras. Automóveis vão ter de emitir menos CO2

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião