Lisboa avança pelo quarto dia. Galp, Jerónimo Martins e BCP suportam

O PSI-20 acompanha os ganhos dos pares europeus, com as ações da Galp, Jerónimo Martins e BCP a registarem ganhos em torno de 1%.

A bolsa nacional entrou com o pé direito na última sessão do mês, registando o quarto dia consecutivo de ganhos. O PSI-20 acompanha o sentimento positivo que se assiste nos pares europeus, comandado pelos ganhos em torno de 1% das ações da Galp, Jerónimo Martins e BCP.

O PSI-20 valoriza 0,61%, para os 5.209,02 pontos, com 11 títulos em terreno de ganhos. Na Europa, o Stoxx Europe 600 avança 0,43%. As bolsas europeias beneficiam da melhoria das expectativas relativamente às tensões geopolíticas, tendo agora como foco de atenção a guerra comercial entre os EUA e a China. As negociações entre os dois países deverão prolongar-se durante semanas ou até meses, admite a administração de Trump.

A puxar pelo índice lisboeta, referência para as ações da Galp Energia que valorizam 1,38%, para os 14,325 euros, num dia em que as cotações do petróleo sobem nos mercados internacionais. Também a Jerónimo Martins e o BCP contribuem para o rumo ascendente da bolsa nacional. As ações da retalhista avançam 1%, para os 13,125 euros, enquanto as do banco somam 0,92%, para os 23,16 cêntimos.

O desempenho positivo das ações do banco liderado por Miguel Maya acontece depois de a agência de notação DBRS ter melhorado em um nível as notações de ratings dos respetivos Depósitos de longo prazo, para BBB (low), o primeiro nível da categoria de investimento. A agência de rating canadiana também melhorou as avaliações da CGD, Montepio e Novo Banco.

As papeleiras voltam a destacar-se pela positiva nesta sessão, com as ações da Navigator a valorizarem 0,89%, para os 4,076 euros, enquanto as da Altri ganham 0,72%, para os 6,96 euros.

Já a REN vê as suas ações somarem 0,71%, para os 2,558 euros, depois de a Société Générale ter revisto em alta a respetiva avaliação. O banco de investimento melhorou a recomendação para o título, de “vender” para “manter”, e ao mesmo tempo subiu o respetivo preço-alvo, dos 2,3 para os 2,55 euros por ação.

(Notícia atualizada às 8h25 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Lisboa avança pelo quarto dia. Galp, Jerónimo Martins e BCP suportam

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião