Bitcoin supera os 5.000 dólares. Dispara 20%, mas ninguém sabe porquê

A criptomoeda está em forte alta, tendo já disparado mais de 20% para máximos de novembro. Esta subida acontece após três meses de acalmia, sendo que os analistas não encontram uma justificação.

Após três meses de acalmia, a Bitcoin de súbito disparou até máximos de novembro. A criptomoeda está em forte alta nesta terça-feira, tendo já disparado mais de 20%, colocando-a acima da barreira dos 5.000 dólares. Os traders não encontram uma explicação para essa subida acentuada.

A bitcoin por breves instantes já ultrapassou nesta sessão a fasquia psicológica dos 5.000 dólares, chegando a negociar nos 5.080 dólares, um ganho de 23% face à última sessão e a cotação mais elevada desde 19 de novembro, indicam dados da Reuters. Entretanto, a pressão altista aliviou, mas com a moeda digital ainda a acelerar perto de 14%, para os 4.702,55 dólares.

Os analistas não encontram notícias que justifiquem uma subida tão acentuada, mas o certo é que contagiou as restantes criptomoedas, como a Ether, Ripple e a Litecoin.

Bitcoin em máximos de novembro

Fonte: Reuters

Apesar de fortes oscilações de valores não serem propriamente uma novidade no mercado de criptomoedas, a forte subida registada nesta sessão segue-se a um período de relativa tranquilidade nas cotações, e há dificuldade em encontrar uma justificação.

“O mercado de bitcoins e o mercado de criptomoedas em geral continua a ser pequeno em relação ao resto dos mercados — e emocional“, disse Jehan Chu, gestor da consultora de investimentos em bitcoin, Blockchain Kenetic Capital, citado pela Bloomberg. “Ainda está muito sujeito a ondas de entusiasmo. Não acho que hoje haja algo especial, além de um entusiasmo temporário“, rematou o mesmo especialista.

Já George Harrap, diretor executivo da Bitspark, disse também à Bloomberg que está a colocar “a maioria das coisas em pausa” até o mercado estabilizar. “A razão porquê [a subida]? Ninguém adivinha neste momento “, concluiu Harrap.

Ainda assim, há quem especule que por de trás desta escalada de cotação possa estar um cliente misterioso. Oliver von Landsberg-Sadie, CEO do Grupo BCB, disse que o movimento poderá ter sido espoletado por uma ordem algorítmica de cerca de 100 milhões de dólares abrangendo as corretoras norte-americanas Coinbase e Kraken, e a luxemburguesa Bitstamp.

“Houve uma única ordem que foi gerida aritmeticamente nesses três locais de cerca de 20 mil BTC”, afirmou este especialista.

“Se olharmos para os volumes em cada uma dessas três corretoras, houve de forma concertada, unidades de volume de cerca de sete mil BTC numa hora”, acrescentou.

Comentários ({{ total }})

Bitcoin supera os 5.000 dólares. Dispara 20%, mas ninguém sabe porquê

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião