Carlyle compra até 40% da Cepsa. Negócio avalia petrolífera ao nível da Galp

Dono da Logoplaste e do Penha Longa vai comprar até 40% do capital da petrolífera Cepsa num negócio que avalia petrolífera espanhola em 10 mil milhões, pouco menos do valor de mercado da Galp.

A Carlyle Group, dona da Logoplaste e do Penha Longa Resort, chegou a acordo para comprar entre 30% a 40% do capital da Cepsa, petrolífera sediada em Espanha, num negócio que avalia a totalidade da empresa em 10 mil milhões de euros, valor pouco abaixo da capitalização bolsista atual da portuguesa Galp (cerca de 10,8 mil milhões).

A transação foi oficializada esta segunda-feira pela Mubadala, fundo soberano do Abu Dhabi, em comunicado, onde é salientando que a mesma teve por “base um valor de empresa de US $ 12 mil milhões [10,01 mil milhões de euros]”, pelo que a compra de uma fatia de 30% a 40% envolverá entre três e quatro mil milhões de euros.

“Estamos satisfeitos por ter chegado a um acordo com a Carlyle para a termos como nosso parceiro enquanto acionistas da Capesa. A Carlyle é um investidor consolidado, respeitado e experiente, gerindo ativos significantes no setor da energia”, salienta Musabbeh Al Kaabi, líder do ramo petrolífero da Mubadala.

A Mubadala detém a totalidade do capital da Cepsa desde 2011, tendo pago cerca de 7,5 mil milhões de euros pela petrolífera na altura. Já no final do ano passado, o fundo do Abu Dhabi tentou dispersar parte do capital da Cepsa em bolsa, operação essa que acabou por ser cancelada à conta da falta de apetite nos mercados, o que o fundo atribuiu à instabilidade global — ainda que analistas ouvidos então pelo El País tenham atribuído essa falta de interesse ao preço elevado exigido por cada ação, preço que tornava mais aliciante investir na Repsol, por exemplo.

Em dezembro do ano passado, a Mubadala anunciou que continuava à procura de um comprador para parte do capital da Cepsa, tendo na altura surgido três manifestações de interesse — da Carlyle, Apollo e Macquarie –, num dossiê que conheceu agora o desfecho. O negócio fica agora dependente das obrigatórias autorizações regulatórias, com a Mubadala a calcular que o mesmo seja fechado ainda durante este ano.

A Cepsa está hoje presente em mais de 20 países e tem um volume de negócios superior a 18 mil milhões de euros. Entre janeiro e setembro do ano passado acumulou um resultado líquido de 660 milhões de euros, cerca de metade dos quais oriundos de atividades petroquímicas, um terço de exploração e produção petrolífera e 14% de refinação.

Comentários ({{ total }})

Carlyle compra até 40% da Cepsa. Negócio avalia petrolífera ao nível da Galp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião