É o regresso da Festa do Cinema. De 13 a 15 de maio os bilhetes vão custar 2,5 euros

O evento, que decorre em Portugal desde 2015, conseguiu um recorde de espectadores no ano passado. Mais de 246 mil espectadores aproveitaram os descontos para ir às salas de cinema do país.

Vêm aí três dias de descontos nas salas de cinema de Portugal. Depois da adesão dos espectadores às edições anteriores, a Festa do Cinema volta, agora, nos dias 13, 14 e 15 de maio, para levar os portugueses às salas de cinema por 2,5 euros, valor que compara com os habituais valores que rondam os sete euros.

No ano passado, de acordo com o site do evento, a Festa do Cinema conseguiu o maior número de visitantes de sempre, aumentando em 13,17% para um total de 246.221 espectadores. Em 2018, houve mais 28.649 visitantes do que nos três dias da Festa do Cinema de 2017.

“Foram batidos todos os recordes diários das edições anteriores e foi quebrada uma marca histórica no terceiro dia da edição de 2018: pela primeira vez, a Festa do Cinema levou mais de 100 mil espectadores às salas de todo o país num só dia, naquela que foi a melhor quarta-feira do ano”, lê-se no site do evento que nasceu em Portugal em 2015.

São centenas de salas de cinema aderentes, espalhadas de norte a sul do país, mas pode consultar a lista completa através do site oficial do evento, onde também pode ver a lista de filmes em exibição nas salas de cinema.

O objetivo do evento, que vai concretizar já a quinta edição, é “promover o envolvimento do público com o ato cultural de assistência cinematográfica em sala, uma prática social por excelência que queremos cada vez mais desenvolver no nosso mercado”, refere a organização do evento.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

É o regresso da Festa do Cinema. De 13 a 15 de maio os bilhetes vão custar 2,5 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião