Marcelo não se opõe a que Conselho das Ordens reavalie condecorações a Joe Berardo

  • ECO
  • 15 Maio 2019

Joe Berardo foi agraciado em 1985 com o grau de comendador e em 2004 com a Grã-Cruz da ordem do Infante. Marcelo Rebelo de Sousa não se opõe a que Conselho das Ordens reavalie honras.

O Presidente da República não se opõe a que o Conselho das Ordens, responsável pela atribuição de condecorações, reveja as honras atribuídas a Joe Berardo, depois da intervenção deste na comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, avança o Jornal de Negócios.

Marcelo Rebelo de Sousa não tem poderes para retirar as condecorações a Joe Berardo, mas segundo fonte ligada a Belém citada pelo jornal o comportamento do madeirense pode ser considerado como uma “afronta às instituições“.

Joe Berardo foi agraciado em 1985 com o grau de comendador e em 2004 com a Grã-Cruz da ordem do Infante. As condecorações normalmente só são retiradas quando surge uma condenação efetiva, mas o Conselho das ordens Nacionais pode decidir reavaliar a conduta dos condecorados.

O Conselho da Ordens Nacionais tem como chanceler Manuela Ferreira Leite, lembra o Negócios, contando ainda com Isabel Mota, José Silva Peneda, Manuel Braga da Cruz, Elvira Maria Correia Fortunato, Maria Velho da Costa e Carlos Beato na sua composição.

As declarações de Joe Berardo na comissão parlamentar de inquérito desencadearam uma onda de indignação entre todos os partidos com assento parlamentar. Berardo afirmou, por exemplo, que pessoalmente não tinha dívidas.

Comentários ({{ total }})

Marcelo não se opõe a que Conselho das Ordens reavalie condecorações a Joe Berardo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião