Sondagem: Maioria dos eleitores quer Geringonça 2.0 se PS não vencer legislativas

  • ECO
  • 22 Maio 2019

Uma sondagem feita para o Público e RTP dá vitória ao PS nas próximas legislativas, ainda que sem maioria absoluta. Se PS vencer sem maioria, inquiridos veem com bons olhos reedição da Geringonça.

A maioria dos portugueses quer que o PS continue a governar — mesmo que não ganhe as eleições — e só os eleitores da direita é que desejam um governo de bloco central. São duas conclusões de uma sondagem sobre as intenções de voto nas próximas legislativas, elaborada pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica Portuguesa para o Público e RTP.

Entre os 1.093 inquiridos que disseram ter a certeza de que vão votar – resultado exclui abstenção, não respostas e indecisos –, 27% disseram que vão votar no PS, apontando para um resultado entre 36% e 42%, e 18% disseram que vão votar no PSD, com o resultado a fixar-se num intervalo entre 25% e 31%. Como noticia o Público (acesso pago), é uma vitória para os socialistas, mas longe da maioria absoluta.

BE regista 9% das intenções de voto, CDU fica com 8%, PAN consegue os mesmos 3% e o Aliança não consegue ultrapassar 1% nas eleições para a Assembleia da República. Contas feitas, de acordo com o jornal, a maioria parlamentar pode ser conseguida entre o PS e qualquer outro partido que não seja o PAN.

O Público noticia ainda que a maioria dos eleitores inquiridos (27%) vê com bons olhos uma espécie de geringonça 2.0, isto é, que se o PS ganhar sem maioria, deve constituir governo com o apoio de um ou dos dois partidos da esquerda.

Mas se forem os sociais-democratas a vencerem sem maioria absoluta, 21% dos inquiridos prefere que seja formado governo com o apoio dos partidos da esquerda, enquanto 19% prefere uma solução governativa sem o partido vencedor, como veio a acontecer em 2015.

Num plano completamente diferente, esta sondagem também analisou as intenções de voto nas eleições europeias do próximo domingo. De acordo com o Público, o PS poderá conquistar 33% dos votos válidos, contra 23% do PSD. Já o BE consegue 9%, CDU e CDS ficam com 8% e o PAN e a Aliança conquistam 3%.

Popularidade de Marcelo continua em alta

O mesmo trabalho debruça-se ainda sobre a popularidade do Presidente da República, para concluir que a mesma continua em alta. Entre 1.882 inquiridos, 95% dão uma nota positiva ao chefe de Estado, com uma média de 15,8 valores numa escala de 0 a 20, refere o mesmo jornal.

Só 5% da amostra daria a Marcelo Rebelo de Sousa uma nota inferior a 10 valores, em linha com outra sondagem de novembro de 2016. Nessa altura, a nota média do Presidente da República era de 16,2 valores, lembra o Público.

Nota: Para consultar os detalhes da ficha técnica destas sondagens, consulte os artigos originais.

Comentários ({{ total }})

Sondagem: Maioria dos eleitores quer Geringonça 2.0 se PS não vencer legislativas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião