Casa pequena? Vem aí o mobiliário robótico da Ikea

A nova coleção da Ikea de mobiliário robótico, que está a ser desenvolvida em conjunto com uma startup norte-americana, deverá ser lançada no próximo ano.

Mobilar um apartamento pequeno pode ser um desafio, situação que a Ikea quer contornar. A marca sueca celebrou uma parceria com a startup norte-americana Ori, que desenvolve mobiliário robótico, com o objetivo de criar e lançar uma coleção de móveis automatizados para casas pequenas.

Apelidada de Rognan, a nova gama de mobiliário deverá ser lançada em 2020, adianta o Engadget (acesso livre/conteúdo em inglês). Será uma solução que vai permitir “às pessoas terem grandes sonhos em pequenas casas” e estimula o aproveitamento do espaço, explica a fabricante sueca.

A ideia da Ikea é aproveitar o espaço através de elementos móveis.Ikea

Esta proposta chega numa altura em que cada vez mais pessoas se mudam e vivem em cidades, sendo que são aproximadamente 1,5 milhões as pessoas que se passam a fazer parte da população urbana todas as semanas. “As cidades estão a crescer ao mesmo tempo os espaços de habitação estão a diminuir”, relembra a Ikea.

No vídeo divulgado pela fabricante, que dá uma ideia sobre qual poderá ser o aspeto e funcionalidade dos artigos, é possível ver um armário com um sofá de um lado e uma cama do outro. Através de botões, a cama pode deslizar para debaixo do armário, criando espaço no chão, e mover para a frente e para trás a própria estrutura. Para além disto, o móvel tem ainda de lado uma secretária retrátil.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Casa pequena? Vem aí o mobiliário robótico da Ikea

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião