Fosun quer comprar a Thomas Cook. Ações levantam voo

A Fosun, maior acionista do BCP, apresentou uma proposta preliminar pela totalidade do capital da Thomas Cook.

A Fosun volta às compras. A maior acionista do BCP está interessada em comprar a totalidade do capital da Thomas Cook, a mais antiga operadora de viagens do mundo. Apresentou uma proposta preliminar que está a fazer levantar voo as ações da empresa britânica.

De acordo com a Reuters, a Fosun, que detém o Club Med no setor do turismo, conta com uma participação de 18% no capital da Thomas Cook, empresa que está numa situação delicada. Necessita vender partes do negócio para sobreviver.

Houve relatos do interesse de, entre outros, os portugueses da HiFly no negócio da aviação da Thomas Cook, mas agora surge a Fosun com uma oferta potencial pela totalidade da empresa.

Esta potencial proposta, que pode não se traduzir numa oferta formal, está a ser bem recebida pelos investidores, levando os títulos da companhia britânica a dispararem em bolsa.

As ações chegaram a ganhar um máximo de 24% com este interesse chinês na totalidade da empresa. Seguem, de acordo com dados da Reuters, a valorizar 11,14% para 17,9 pences de libra.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fosun quer comprar a Thomas Cook. Ações levantam voo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião