200M faz terceiro coinvestimento. LiMM Therapeutics levanta 2,5 milhões

Fundo de coinvestimento do Governo com investidores privados fecha terceira operação, depois de ter investido nas startups Biosurfit e 360imprimir.

A biofarmacêutica LiMM Therapeutics acaba de levantar 2,5 milhões de euros, resultantes de uma ronda de coinvestimento do fundo 200M com a Seventure Partners. Este é o terceiro coinvestimento do fundo lançamento pelo Governo: a terceira operação alavanca mais de 30 milhões de euros de investimento total, refere a instituição é comunicado.

A empresa trabalha na relação molecular entre células linfóides inatas e neuronais nos tecidos periféricos, para desenvolver soluções terapêuticas para o tratamento de doenças do foro imune. “Ao descodificar a linguagem neuroimune, a LiMM está a desenvolver produtos terapêuticos inovadores – RNLIs: Reprogramadores Neuronais de Linfócitos Inatos – para preservar a saúde e tratar doenças inflamatórias, infecciosas e metabólicas”.

“Estamos focados em desenvolver um conjunto de agentes terapêuticos inovadores para resolver necessidades médicas não satisfeitas em áreas gastrointestinais, renais ou metabólicas. As nossas tecnologias estão baseadas em mecanismos de ação completamente novos e independentes, com potencial para superar os principais problemas que enfrentamos ao tentar tratar doenças do foro imune”, esclarece David Braga Malta, CEO da LiMM, citado no mesmo comunicado.

“A empresa está posicionada exclusivamente na intersecção do imunológico e do neuronal, uma área que irá desbloquear novos produtos terapêuticos em interação clara com o microbioma”, justifica Isabelle De Cremoux, CEO da Seventure Partners. Também Marco Fernandes, CEO da PME Investimentos, destaca que “é a primeira vez que uma tecnologia de ciências da vida, desenvolvida numa universidade portuguesa e centro de investigação, é capaz de atrair capital de risco internacional tão especializado como o da Seventure Partners. O Fundo 200M tem a honra de apoiar os empreendedores e investigadores científicos da Fundação Champalimaud, Henrique Veiga Fernandes e David Braga Malta e o desenvolvimento futuro da LiMM.”

Gerido pela PME Investimentos e cofinanciado pela União Europeia via Portugal 2020, o Fundo 200M já investiu em três empresas. Antes da LiMM, tinha cofinanciado a Biosurfit e a 360 imprimir. Os três acordos representam um investimento superior a 30 milhões tendo o 200M contribuído com cerca de 11 milhões, um rácio de praticamente 1 para 2 entre capital público e privado.

Comentários ({{ total }})

200M faz terceiro coinvestimento. LiMM Therapeutics levanta 2,5 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião