Pausa na guerra comercial puxa por Wall Street

Fabricantes de chips disparam até 7% depois de Donald Trump ter anunciado que as empresas americanas poderiam voltar a negociar com a chinesa Huawei. Wall Street abre semestre em forte alta.

Washington e Pequim enterraram no machado de guerra na disputa comercial durante seis meses e vão voltar a sentar-se à mesa das negociações para evitar uma subida das taxas alfandegárias. Estas trégua anunciada no passado fim de semana está a animar as bolsas um pouco por todo o mundo e em Wall Street também se celebra o acontecimento.

O S&P 500, o índice de referência mundial, abriu o dia a somar 1,16% para 2.975,87 pontos. Também o tecnológico Nasdaq e o industrial Dow Jones ganham 1,74% e 0,96%, respetivamente.

“Veremos o que vai acontecer”, disse Donald Trump, presidente americano, à margem da cimeira do G20, depois de uma reunião com o seu homólogo chinês, Xi Jinping, e onde se decidiu que as duas partes iriam retomar as negociações para colocar um ponto final à guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo. Deste modo, ambas as potências suspenderam o agravamento das taxas dos produtos importados de cada país durante meio ano, que podia ter impacto no andamento da economia mundial.

Ao mesmo tempo, Donald Trump também aliviou a pressão americana sobre a Huawei, dizendo que as empresas do país poderão negociar com a tecnológica chinesa.

Neste cenário, os fabricantes de chips Intel, Advanced Micro Devices e Micron Technology são estrelas da sessão esta segunda-feira, registando ganhos entre 3% e 7%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pausa na guerra comercial puxa por Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião