EDP conclui venda de ativos eólicos por 808 milhões

  • Lusa
  • 31 Julho 2019

EDP anuncia a conclusão da a venda da sua participação acionista total e dos empréstimos acionistas em vários projetos eólicos por 808 milhões de euros.

A EDP Renováveis (EDPR) concluiu a venda da sua “participação acionista total e dos empréstimos acionistas” em vários projetos eólicos por 808 milhões de euros, segundo um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Na mesma nota, o grupo adiantou que, “no seguimento da informação anunciada a 23 de abril de 2019, foi concluída a venda da sua participação acionista total e dos empréstimos acionistas, a investidores institucionais aconselhados por J. P. Morgan Asset Management, por 808 milhões de euros”.

O portfólio em causa “é constituído por ativos de energia eólica ‘onshore’ [em terra] em operação, com capacidade instalada de 997 MW [megawatts]”, sendo que, destes 491 MW são líquidos para a EDPR, com uma “participação de 51% na maioria dos parques eólicos, em Espanha, Portugal, França e Bélgica”, lembrou a empresa.

Em abril, a EDPR anunciou que tinha chegado a acordo com vários investidores institucionais para “a venda da participação acionista total” da empresa “e dos empréstimos acionistas” de projetos eólicos avaliados em 800 milhões de euros, dando cumprimento ao plano de rotação de ativos.

Nessa altura, a empresa revelou que o valor da venda estava “sujeito a ajustes aquando da sua conclusão”.

Apesar de alienar estes ativos, a EDPR estabeleceu um acordo de prestação de serviços, segundo o qual prestará “serviços operacionais e de manutenção no portfólio” em causa, disse o grupo em abril.

O perímetro da transação abrange 388 MW em operação em França, 348 MW em operação em Espanha, 191 MW em operação em Portugal (parte dos ativos da ex-ENEOP) e 71 MW em operação na Bélgica”, precisava, nessa altura, a empresa liderada por Manso Neto, referindo que estes ativos iniciaram, em média, operação há sete anos.

A EDPR recordou que já tinha vendido “no passado, participações minoritárias nestes parques eólicos, nomeadamente em 2013, 2014 e 2016, e chega agora a um acordo para vender as restantes participações que detinha nestes projetos”, segundo a mesma nota.

A empresa revelou ainda que tendo em conta o preço da transação e a dívida líquida externa, o valor total de 100% dos ativos ascendia “a 1,6 mil milhões de euros, o que representa um múltiplo total unitário implícito de 1,6 milhões de euros/MW”.

Em março, o presidente da EDP anunciou aos investidores a intenção de proceder à rotação de ativos, que deverá render cerca de 4.000 milhões de euros nos próximos quatro anos.

António Mexia adiantou então que a estratégia será mais arrojada do que nos últimos anos, uma vez que a empresa passará da venda “só de posições minoritárias para vendas de participações maioritárias, o que reduz o risco, permite acelerar o crescimento, fazer mais projetos ao mesmo tempo”.

O gestor adiantou ainda que a alienação de ativos pretende “começar pela redução de tecnologias mais poluentes”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP conclui venda de ativos eólicos por 808 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião