Vai encomendar Uber Eats? Cuidado que as taxas de entrega podem surpreender

Restaurantes que têm estafetas próprios estão também incluídos na oferta da Uber Eats, mas podem praticar valores diferentes para a taxa de entrega, alerta a plataforma.

A lista de restaurantes da Uber Eats de onde pode encomendar comida continua a crescer, mas agora é preciso estar mais atento. A plataforma de entrega de comida ao domicílio passou a ter também restaurantes com estafetas próprios, que podem ter taxas de entrega diferentes.

O alerta vem da própria Uber, que avisa os utilizadores para identificar estes restaurantes, que aparecem acompanhados de um ícone a roxo. “Como estes restaurantes tratam da entrega da sua encomenda, a taxa de entrega poderá ser diferente dos 2,90 euros normalmente cobrados e não poderá visualizar em tempo real a localização do estafeta com o seu pedido“, explica a plataforma.

Mas mesmo se não reparar no ícone, ao selecionar o restaurante irá aparecer uma mensagem a informar que o estabelecimento tem um serviço de entrega próprio e que não pode acompanhar o percurso. A explicação é simples. Como “não utilizam a Uber, não é possível fazer track“, diz a empresa. A Uber acrescenta ainda que o seu nome, número e morada serão partilhados com o estafeta.

Escolher um restaurante com estafetas próprios pode assim sair mais caro, ou até mais barato do que outro registado na Uber Eats, já que a taxa é escolhida pelo restaurante. O montante a pagar estará discriminado, como habitual, quando fizer o pedido na app.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vai encomendar Uber Eats? Cuidado que as taxas de entrega podem surpreender

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião