Metro quer vender terreno em Sete Rios por 30 milhões em 2020

  • ECO
  • 9 Agosto 2019

O Metropolitano de Lisboa prevê vender um terreno com seis hectares em Sete Rios, encaixando mais de 30 milhões de euros. Venda permitirá obter resultado líquido de 9,8 milhões em 2020.

O Metropolitano de Lisboa prevê vender um terreno com seis hectares em Sete Rios no próximo ano. De acordo com o plano de atividades e orçamento para este ano, citado pelo Jornal de Negócios (acesso pago), a venda deverá acontecer por 30,2 milhões de euros.

A alienação do antigo Parque de Materiais e Oficinas I, inserida na estratégia de venda de património imobiliário considerado não estratégico, vai permitir ao Metro de Lisboa apresentar um resultado líquido positivo de 9,8 milhões de euros no próximo ano.

Ao Negócios, o Metro afirma que já tem vindo a desenvolver contactos “com entidades públicas e respetivamente licenciadoras, de modo a analisar o potencial dos seus imóveis não adstritos à operação, com vista a desenvolver as iniciativas processuais que permitam a sua potencial rentabilização”.

Para além do terreno de Sete Rios, o Metropolitano pretende ainda alienar apartamentos e uma loja, vendas essas que visam financiar a expansão da rede e a compra de novos equipamentos.

No plano de atividades para 2019, a empresa afirma que a venda do Parque do Materiais e Oficinas resultará numa melhoria do EBITDA dos 1,8 milhões de 2019 para 36,8 milhões de euros em 2020.

Comentários ({{ total }})

Metro quer vender terreno em Sete Rios por 30 milhões em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião