Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 14 Agosto 2019

Um tribunal proibiu as manifestações no aeroporto de Hong Kong. Alguns computadores da Apple estão impedidos de entrar em aviões nos Estados Unidos.

Depois de distúrbios provocarem o cancelamento de voos pelo segundo dia consecutivo, um tribunal de Hong Kong proibiu manifestações no aeroporto da cidade, de forma a impedir mais constrangimentos. Alguns computadores da Apple não poderão entrar em aviões nos Estados Unidos (a empresa avisou que certas unidades continham baterias que podiam apresentar risco de incêndio). A Glovo está a reforçar a presença no setor alimentar, com a aquisição de uma aplicação de venda de comida. Veja estas e outras notícias que marcam a atualidade internacional.

Al Jazeera

Tribunal proíbe manifestações no aeroporto de Hong Kong

Um tribunal de Hong Kong proibiu a presença de manifestantes fora de “zonas designadas” no aeroporto da região administrativa especial chinesa, anunciou a Autoridade Aeroportuária, em comunicado. A ordem judicial temporária vai servir para impedir que “as pessoas impeçam ou interfiram de maneira voluntária e ilegal com a operação normal do aeroporto internacional de Hong Kong”, acrescentou a nota. Dezenas de voos foram retomados esta manhã em Hong Kong, depois do segundo dia consecutivo de cancelamento das operações, que deixaram milhares de passageiros em terra. Centenas de manifestantes concentraram-se na terça-feira, pelo quatro dia consecutivo no aeroporto internacional do território, acabando por dispersar já de madrugada e após a intervenção da polícia antimotim, que efetuou pelo menos uma detenção.

Leia a notícia completa na Al Jazeera (acesso livre/ conteúdo em inglês)

Expansión

Regulador norte-americano proíbe alguns computadores da Apple de entrar em aviões

O regulador norte-americano responsável pela segurança aérea baniu alguns modelos de MacBook Pro de entrar em aviões, depois de a Apple revelar que algumas unidades tinham baterias que apresentavam risco de incêndio. Assim, os aparelhos afetados não podem ser levados nos voos quer no porão como na bagagem de mão. Os computadores que já tiverem baterias substituídas, um serviço que foi oferecido pela Apple aquando o anúncio dos riscos, não serão impedidos nos voos.

Leia a notícia aqui no Expansión (acesso livre/conteúdo em espanhol).

Cinco Días

Glovo compra aplicação de venda de comida à dona das marcas Burguer King e Pizza Hut
A Glovo desembolsou mais de 30 milhões de euros na compra da aplicação de entrega de refeições Pizza Portal, que opera atualmente na Polónia. A app foi comprada à espanhola AmRest, dona de marcas como Pizza Hut, Burguer King e KFC. O contrato de compra foi assinado esta terça-feira e, com esta operação, a AmRest vai receber novas ações no capital da Glovo e mais cinco milhões de euros por ajustes no preço.
Leia a notícia completa no Cinco Días (acesso livre/conteúdo em espanhol).

Bloomberg

Facebook contratou pessoas para ouvir áudios enviados pelo Messenger

O Facebook revelou que trabalhadores ouviram gravações de utilizadores da rede social sem o conhecimento destes, uma prática que a empresa agora diz ter sido “suspensa”. Em causa estão conversas de áudio realizadas no Facebook Messenger, de utilizadores que optaram por ter os clips de voz transcritos. Os funcionários foram encarregados de transcrever novamente as conversas, para avaliar a precisão da ferramenta de transcrição automática.

Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

G1

Anac certifica jato executivo da Embraer
A fabricante de aviões brasileira Embraer vai ter um novo modelo na frota. A Embraer obteve certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) do Brasil para um jato executivo que tem capacidade para até dez passageiros, e cujo preço ronda os 17 milhões de dólares. A empresa adianta que já foram fechadas vendas deste novo modelo, que foi lançado na segunda metade do ano passado, tanto no Brasil como noutros países.
Leia a notícia completa no G1 (acesso livre).

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião