Retalho permite a Wall Street fechar em alta

O aumento das vendas e dos lucros das retalhistas norte-americanas animaram os investidores e enviaram um sinal ao mercado de que a economia ainda está resiliente, mas os ganhos caíram no final do dia

A Bolsa de Nova Iorque fechou o dia em alta, com os investidores com os olhos postos nos resultados das maiores retalhistas norte-americanas, que viram os lucros e as vendas aumentarem no segundo trimestre, apesar dos receios de que o abrandamento económico se venha a tornar numa recessão à escala global.

O índice industrial Dow Jones fechou a valorizar 0,93%, o tecnológico Nasdaq ganhou 0,90% e o alargado S&P 500 também conseguiu subir 0,82%.

Os ganhos acabariam por diminuir na parte final do dia, com os investidores depois de serem conhecidas as atas da reunião da Reserva Federal — que mostra a divisão e a relutância em torno de novos estímulos — e de novos sinais de que o abrandamento económico pode agravar-se.

Ainda assim, os lucros das retalhistas Target e Lowe apontam um caminho diferente. A incerteza tem prejudicado o investimento, com os investidores receosos quanto ao rumo da disputa comercial entre os Estados Unidos e a China e ainda das questões relativas às principais economias europeias. Mas, pelo menos para já, os dados do consumo estão a ser positivos, o que permite ao consumo compensar pelo menos parte do que a economia está a perder.

Comentários ({{ total }})

Retalho permite a Wall Street fechar em alta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião