Sindicato admite cancelar greve: “porque não?”

  • ECO
  • 22 Agosto 2019

O líder do sindicato que representa os motoristas de matérias perigosas mostra-se disponível para desconvocar a greve caso estejam reunidas "todas as condições".

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) pode não avançar para a greve em setembro, se a mediação com a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) for para a frente. O líder do SNMMP, Francisco São Bento, admite retirar o pré-aviso, em declarações à RTP (acesso livre).

“Se estiverem reunidas todas as condições para que se possa evitar a greve, porque não?”, disse Francisco São Bento. Na origem desta posição estarão os esforços de aproximação com a Antram. “Este processo tem vindo a avançar e a dar passos para uma mediação que seja coerente e para que se atinja os objetivos que estavam definidos inicialmente”, explicou.

A mediação falhou porque os motoristas queriam incluir no acordo dois pontos, relativos às horas extra e a um aumento de 50 euros ao novo subsídio criado depois da greve de abril. Questionado sobre se os motoristas desistiram destes princípios, o líder do SNMMP disse “não exatamente”, e explicou que estão a “fazer alguns esforços” para que realmente se concretize a mediação.

Já nesta quarta-feira à noite o mediador do SNMMP, Bruno Fialho, disse que as partes do conflito laboral “cada vez se estão a aproximar mais”, citado pela Agência Lusa. “Considero que hoje, outro dia, com calma, e amanhã, depois de amanhã, para a semana que vem, vamos conseguir, com certeza absoluta, encontrar uma plataforma de entendimento”, adiantou.

(Notícia atualizada às 11h25)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sindicato admite cancelar greve: “porque não?”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião