Mais de 180 bicicletas Gira roubadas entre junho e agosto em Lisboa

  • Lusa
  • 30 Agosto 2019

A EMEL anunciou que foram roubadas 189 bicicletas partilhadas da rede Gira na capital portuguesa, entre junho e agosto, assinalando 54 tentativas de furto durante o mesmo período.

A EMEL – Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa anunciou esta sexta-feira que foram roubadas 189 bicicletas partilhadas da rede Gira na capital portuguesa, entre junho e agosto, assinalando 54 tentativas de furto durante o mesmo período.

Em declarações à agência Lusa, fonte da EMEL esclareceu que as tentativas de furto de bicicletas provocaram danos nos equipamentos, estando ainda por localizar 13 das 189 bicicletas roubadas.

Num comunicado, a empresa acrescentou que, com a cooperação da PSP, foram recuperadas esta semana três bicicletas furtadas, num valor de 2.420 euros.

Além das bicicletas, a EMEL tem verificado danos em parquímetros e nas docas da rede Gira.

De acordo com a empresa, as docas mais danificadas são as de Campo Grande, Entrecampos, Cais do Sodré e Jardim de Santos.

Sobre o vandalismo em parquímetros, a EMEL anotou que é uma situação que dura “há bastante tempo” e normalmente ocorre nos aparelhos mais antigos.

“O vandalismo aos parquímetros dura há bastante tempo, há anos… É recorrente nos mais antigos, desde que foram instalados. São os parquímetros mais vulneráveis”, salientou fonte da EMEL, realçando que “as pessoas metem papéis no sítio das moedas”, o que encrava os equipamentos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mais de 180 bicicletas Gira roubadas entre junho e agosto em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião