EDP paga menos de 0,5% por 600 milhões em obrigações verdes

A elétrica portuguesa levantou esta terça-feira 600 milhões de euros em obrigações verdes com o prazo de sete anos. Pagou uma taxa de juro inferior a 0,5%.

A EDP financiou-se em 600 milhões de euros através de uma emissão de dívida verde a sete anos pela qual pagou uma taxa de juro inferior a 0,5%, abaixo da estimativa inicial.

A elétrica portuguesa foi esta terça-feira ao mercado para tentar levantar 500 milhões de euros em “green bonds”. A indicação inicial apontava para um preço da operação nos 0,643%, tendo em conta um spread situado entre os 100 pontos e os 105 pontos e a midswap a sete anos se encontra nos -0,357%.

Ainda assim, a operação fechou-se com a EDP a conseguir um financiamento acima do esperado e uma taxa de juro mais atrativa, de apenas 0,428%, com o spread a ficar nos 77 pontos base, segundo revela o Jornal de Negócios.

Tratou-se da terceira emissão de obrigações verdes levada a cabo pela elétrica liderada por António Mexia. A primeira ocorreu em outubro de 2018, com a emissão de 600 milhões de euros a oito anos. A segundo aconteceu já em 2019, no mês e janeiro, tendo na ocasião a EDP emitido mil milhões de euros neste tipo de ativos.

As obrigações verdes consistem numa forma de investimento de projetos que tenham como objetivo principal a conservação e a sustentabilidade do meio ambiente.

Os bancos que realizaram a operação foram o Bank of America Merrill Lynch, BBVA, Citi, Commerzbank, ICBC, ING, Mizuho e Société Générale, com o JP Morgan a ser o coordenador.

(Notícia atualizada às 16h58)

Comentários ({{ total }})

EDP paga menos de 0,5% por 600 milhões em obrigações verdes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião