Trump demite conselheiro de Segurança Nacional, alegando divergências de opinião

  • Lusa
  • 10 Setembro 2019

Donald Trump decidiu demitir John Bolton, o seu conselheiro de Segurança Nacional, por discordar "totalmente de muitas das suas sugestões".

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou esta terça-feira a demissão de John Bolton, o seu conselheiro de Segurança Nacional, alegando fortes discordâncias “com muitas das suas sugestões”.

Donald Trump anunciou a demissão de Bolton na sua conta pessoal da rede social Twitter, agradecendo-lhe os seus préstimos, mas reconhecendo a incapacidade para continuar a lidar com os desencontros de ideias. “Discordo totalmente de muitas das suas sugestões”, escreveu Trump, no Twitter, acrescentando que deverá nomear um novo assessor de Segurança Nacional na próxima semana.

A demissão acontece no momento em que Trump procura abrir vias de diálogo diplomático com o Irão e com a Coreia do Norte, temas sobre os quais se teriam intensificado as divergências com as posições de John Bolton, segundo a imprensa norte-americana.

Nos últimos meses, Bolton assumiu posições públicas de defesa de um ataque contra o Irão e foi um acérrimo crítico dos testes de mísseis realizados pela Coreia do Norte, em contraste com as decisões do Presidente Trump sobre estes dois temas.

John Bolton, 70 anos, foi assessor de dois outros presidentes Republicanos, George H. W. Bush e Ronald Reagan, tendo sido nomeado conselheiro de Segurança Nacional de Trump em março de 2018.

Comentários ({{ total }})

Trump demite conselheiro de Segurança Nacional, alegando divergências de opinião

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião