Trump demite conselheiro de Segurança Nacional, alegando divergências de opinião

  • Lusa
  • 10 Setembro 2019

Donald Trump decidiu demitir John Bolton, o seu conselheiro de Segurança Nacional, por discordar "totalmente de muitas das suas sugestões".

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou esta terça-feira a demissão de John Bolton, o seu conselheiro de Segurança Nacional, alegando fortes discordâncias “com muitas das suas sugestões”.

Donald Trump anunciou a demissão de Bolton na sua conta pessoal da rede social Twitter, agradecendo-lhe os seus préstimos, mas reconhecendo a incapacidade para continuar a lidar com os desencontros de ideias. “Discordo totalmente de muitas das suas sugestões”, escreveu Trump, no Twitter, acrescentando que deverá nomear um novo assessor de Segurança Nacional na próxima semana.

A demissão acontece no momento em que Trump procura abrir vias de diálogo diplomático com o Irão e com a Coreia do Norte, temas sobre os quais se teriam intensificado as divergências com as posições de John Bolton, segundo a imprensa norte-americana.

Nos últimos meses, Bolton assumiu posições públicas de defesa de um ataque contra o Irão e foi um acérrimo crítico dos testes de mísseis realizados pela Coreia do Norte, em contraste com as decisões do Presidente Trump sobre estes dois temas.

John Bolton, 70 anos, foi assessor de dois outros presidentes Republicanos, George H. W. Bush e Ronald Reagan, tendo sido nomeado conselheiro de Segurança Nacional de Trump em março de 2018.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Trump demite conselheiro de Segurança Nacional, alegando divergências de opinião

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião