Do IRC ao SMN. As 80 propostas dos patrões para a próxima legislatura

A três semanas da ida às urnas, os patrões deram a conhecer as suas propostas para os próximos quatro anos, a redução do IRC à celebração de um pacto de regime para a educação.

Com as eleições legislativas à porta, a Confederação Empresarial de Portugal (CIP) deu a conhecer, esta sexta-feira, as suas propostas para os próximos quatro anos. São mais de 80 propostas, da atração de talento à fiscalidade, passando pelo financiamento das empresas.

“Tendo em conta o contexto económico externo mais desfavorável, a CIP considera fundamental que o próximo Governo implemente uma estratégia de médio-longo prazo para que as empresas e o país sejam capazes de vencer os grandes desafios que se colocam no futuro. Essa estratégia deverá estar assente em três vetores: aumento da competitividade, talento e bem-estar das pessoas e sustentabilidade”, defendem os patrões.

No pacote de propostas divulgado, está incluída a redução da taxa de IRC para 17%, a celebração de um pacto de regime sobre a educação e o favorecimento fiscal das PME. Sobre o salário mínimo nacional, a confederação atira para a Concertação Social a definição dos critérios que guiem a evolução da remuneração mínima garantida. Conheça abaixo a lista completa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Do IRC ao SMN. As 80 propostas dos patrões para a próxima legislatura

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião