Três dirigentes da Volkswagen acusados de informarem tarde sobre caso diesel

  • Lusa
  • 24 Setembro 2019

Em causa está saber se houve intenção de ocultar a dimensão do caso da manipulação de emissões de motores diesel aos investidores para evitar ou mitigar as consequências financeiras.

O Ministério Público de Braunschweig (Alemanha) apresentou esta terça-feira acusação contra o presidente do grupo Volkswagen, Herbert Diess, o seu antecessor, Martin Winterkorn, e o presidente do Conselho de Supervisão, Hans Dieter Pötsch, por informarem tarde sobre o escândalo diesel.

A acusação centra-se na questão de saber se houve intenção de ocultar a dimensão do caso da manipulação de emissões de motores diesel aos investidores para evitar ou mitigar as consequências financeiras.

O consócio informou pela primeira vez sobre o assunto no dia 22 de setembro de 2015, dias depois de as autoridades dos Estados Unidos terem desvendado o escândalo. No entanto, antes já havia indícios suficientes do caso, que tinha mesmo sido abordado numa reunião interna, em julho de 2015, na qual estiveram presentes tanto Winterkorn, como o então responsável pelas marcas, Diess.

A acusação apresentada agora em Braunschweig segue-se à que foi formulada em abril passado por manipulação de emissões contra Winterkorn, que deixou o cargo em 2015, e de outras quatro pessoas. O caso das emissões foi conhecido em setembro de 2015 após investigações nos Estados Unidos, seguindo-se a demissão do presidente do grupo.

A Volkswagen admitiu na altura que milhares de veículos das marcas do grupo com motores diesel de dois litros estavam equipados com um dispositivo para manipular os testes de emissões.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Três dirigentes da Volkswagen acusados de informarem tarde sobre caso diesel

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião