Tancos: Costa considera lamentáveis as declarações de Rio. Rio diz que só fez uma pergunta

  • ECO
  • 30 Setembro 2019

Costa voltou a garantir que nada sabia sobre o encobrimento da recuperação das armas roubadas em Tancos e não admite que a sua palavra seja posta em causa. Rio diz que apenas fez uma pergunta.

O caso Tancos continua a marcar a campanha eleitoral. Tiago Barbosa Ribeiro, candidato socialista pelo círculo do Porto, recusa-se a comentar a mensagem recebida pelo antigo ministro Azeredo Lopes. Por outro lado, António Costa voltou a garantir que nada sabe do encobrimento da recuperação do armamento militar e considera lamentáveis as declarações de Rui Rio. O presidente do PSD insiste que só lhe fez uma pergunta.

Segundo a tese do Ministério Público, Tiago Barbosa Ribeiro recebeu uma mensagem escrita do ex-ministro da Defesa no dia em que as armas foram recuperadas e na qual Azeredo Lopes alegadamente assumia que sabia da forma como foram recuperadas as armas roubadas do paiol de Tancos. Em declarações à RTP, o deputado referiu que nada tinha “a dizer sobre essa matéria”, sublinhando que se trata de “um processo judicial” e que não lhe diz “diretamente respeito”.

Questionado sobre o teor da mensagem recebida e se não deveria tê-la comunicado à comissão parlamentar de inquérito sobre o caso Tancos, o deputado socialista insistiu que não faria nenhum comentário, mas admitiu que não foi contactado pelo Ministério Público para prestar declarações. “Não fui ouvido por nenhuma autoridade, não fui contactado por nenhuma autoridade”, atirou.

Rui Rio questiona Costa e Costa ataca Rio

O secretário-geral do PS insiste que não tinha conhecimento do encobrimento da recuperação do armamento militar, classificando as declarações do presidente do PSD de lamentáveis. Para António Costa a entrada do caso Tancos no debate político “tem dignificado pouco a campanha eleitoral”.

Esta reação surge depois de no sábado Rui Rio, em declarações aos jornalistas transmitidas pela RTP, numa ação de campanha, ter afirmado que uma grande probabilidade” de António Costa ter tido conhecimento do Caso de Tancos e ter mentido no Parlamento. O primeiro-ministro não demorou a responder e, em entrevista exclusiva à estação pública, refere que “não admite que ninguém ponha em causa” a sua palavra.

“Já há muitos meses disse que nada sabia sobre esse caso [Tancos] e, em particular, sobre a forma como as armas foram recuperadas”, afirmou António Costa

Segundo o dirigente socialista, “o Dr. Rui Rio fez simplesmente uma insinuação que é absolutamente lamentável”. António Costa considera ainda “lamentável” que a meio da campanha, se queira “politizar um caso que está entregue à Justiça. E na justiça deve continuar”.

Pouco depois destas declarações, o presidente do PSD reagiu às palavras de António Costa. Apesar de assumir que não viu a entrevista, Rui Rio diz que não quis colocar em causa a palavra de ninguém e se limitou a fazer uma questão política.

“Não fiz nenhuma acusação de ordem judicial, digamos assim, não tirei nenhuma conclusão de ordem judicial. Limitei-me a colocar questões de ordem política. E essas são a minha obrigação. Era absolutamente impossível o líder da oposição não colocar questões políticas face à gravidade do que aconteceu em Tancos. Isto é óbvio”, disse Rui Rio.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Tancos: Costa considera lamentáveis as declarações de Rio. Rio diz que só fez uma pergunta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião