Tancos: Exército reabre averiguações internas para apurar infrações disciplinares

  • Lusa
  • 1 Outubro 2019

"Vai ser reaberto o processo de averiguações e, no caso de se concluir que existem indícios de infração disciplinar (...) serão instaurados os consequentes processos disciplinares".

O Exército vai reabrir o processo de averiguações interno na sequência do despacho do Ministério Público (MP) que acusa 23 arguidos no caso do furto e reaparecimento do material furtado em Tancos, disse à Lusa fonte do ramo.

Numa resposta escrita a perguntas da Lusa, a porta-voz do ramo, major Elisabete Silva, adiantou que, aquando da constituição de militares do Exército como arguidos, foi determinada a instauração de um processo de averiguações. O processo visou o “apuramento de indícios da prática de infração disciplinar e identificação dos seus autores”.

No âmbito desse processo, foram realizadas as “diligências probatórias que então se mostravam possíveis” e “foi determinada a suspensão desse processo até que fosse proferido despacho final no inquérito”, o que ocorreu no passado dia 25.

Face ao despacho final do MP, “vai ser reaberto o processo de averiguações e, no caso de se concluir que existem indícios de infração disciplinar, à luz do disposto no Regulamento de Disciplina Militar, serão instaurados os consequentes processos disciplinares“, disse.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tancos: Exército reabre averiguações internas para apurar infrações disciplinares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião