Ex-presidente do Turismo do Norte pagou a clubes para chegar a presidente da Liga

  • ECO
  • 29 Outubro 2019

O ex-presidente do Turismo Norte foi acusado de patrocinar o Braga e o Guimarães. MP vai continuar a investigar, num processo autónomo, a contratação de dezenas de lojas de turismo da região Norte.

O ex-presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Melchior Moreira, foi acusado de patrocinar duas equipas desportivas — o Vitória de Guimarães e o Sporting Clube de Braga –, para tentar conseguir apoio dos dirigentes desportivos numa eventual candidatura à presidência à Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que nunca chegou a concretizar-se.

Segundo a acusação, no âmbito da Operação Éter e consultada pelo Jornal Público (acesso condicionado), em causa estão dois jogos do Vitória de Guimarães (incluindo a final da Taça de Portugal contra o Benfica, em 2017), onde os vimaranenses tinham publicidade do Turismo do Porto e Norte nas camisolas e noutra do Geoparque de Arouca. O patrocínio terá custado mais de 100 mil euros ao TPNP, dividido por vários contratos, alegadamente para contornar regras da contratação pública.

No que toca ao Sporting Clube de Braga em causa está um contrato de patrocínio com vista à promoção da região Norte em Madrid, quando a equipa de futsal do Braga disputou a Elite da UEFA Futsal Cup, em novembro de 2017. No contrato estará escrito que o clube recebia 15 mil euros para publicitar a marca do Turismo Norte nas camisolas dos futebolistas. Contactados pelo jornal, os dois clubes não quiseram prestar esclarecimentos.

No âmbito do processo, estes dois clubes fazem parte do role de oito entidades coletivas acusadas. Além disso, há ainda 21 pessoas singulares envolvidas no processo, onde se destaca Melchior Moreira e outros sete profissionais do Turismo do Norte. De acordo com o Público, apesar de o Ministério Público ter avançado com a acusação, — o que impediu levantar a medida de coação de prisão preventiva –, continuou a investigar num processo autónomo aquilo que era a parte central do caso: a forma como foram contratadas dezenas de lojas de turismo interativas da região Norte.

Melchior Moreira está preso preventivamente há cerca de um ano por perigo de perturbação de inquérito. Além dos patrocínios aos clubes, a acusação faz referência a crimes relacionados com procedimentos de contratação de pessoal e de aquisição de bens por parte dos responsáveis do Turismo Norte, bem como, a utilização de meios do turismo para fins pessoais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ex-presidente do Turismo do Norte pagou a clubes para chegar a presidente da Liga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião