Maior capacidade e venda de ativos levam EDP Renováveis a triplicar lucro para 342 milhões

Nos primeiros nove meses do ano, a eólica liderada por João Manso Neto registou um resultado líquido 197% superior ao que tinha conseguido no mesmo período do ano passado.

A EDP Renováveis lucrou 342,3 milhões de euros entre janeiro e setembro. O aumento da capacidade instalada, dos preços e do câmbio, a par da venda de ativos do grupo, levou a eólica a quase triplicar o resultado líquido em comparação com 115 milhões de euros registado no mesmo período do ano passado.

Como resultado da maior capacidade (em 3%), maior preço médio de venda (em 5%), impacto cambial positivo (em 34 milhões), maior recurso eólico (mais 11 milhões que no período homólogo) e “o termo esperado dos PTCs de dez anos de certas estruturas de tax equity” (menos 27 milhões), “as receitas aumentaram para 1.364 milhões de euros”, ou seja mais 10% que no período homólogo, explica a EDP Renováveis em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa liderada por João Manso Neto aponta ainda para 276 milhões de euros de “outros ganhos operacionais”, com a “comparação anual a refletir sobretudo os ganhos adicionais (mais 226 milhões de euros; atualizados no fecho da transação) relacionados com a venda da participação num portefólio de 997 MW (491 MW líquidos para a EDPR)”. Por outro lado, os custos operacionais diminuíram 3% para 422 milhões.

“No final, o resultado líquido foi de 342 milhões de euros”, refere. O EBITDA — lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações — cresceu 40% para 1.218 milhões de euros.

“Os interesses não controláveis no período foram de 113 milhões de euros, diminuindo em um milhão de euros face aos nove primeiros meses de 2018 como resultado do desempenho operacional de tais parques eólicos e da desconsolidação do portfólio europeu alienado no terceiro trimestre de 2019”, acrescenta.

A dívida líquida da EDP Renováveis caiu de forma marginal desde dezembro do ano passado até aos 3.058 milhões de euros registados no final de setembro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maior capacidade e venda de ativos levam EDP Renováveis a triplicar lucro para 342 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião