Lucro da EDP Brasil acelera à boleia da revisão das tarifas

  • ECO
  • 24 Outubro 2019

Revisão das tarifas das distribuidoras da elétrica portuguesa no Brasil gerou, só no último trimestre, um efeito contabilístico de 228 milhões de reais (50,7 milhões de euros).

A EDP viu o lucro da sua subsidiária brasileira subir 12% para 838 milhões de reais (186,7 milhões de euros) até setembro. O último trimestre foi relevante para a elétrica: o resultado subiu 15,3% para 354 milhões de reais (78,8 milhões de euros), período durante o qual se concluiu a revisão das tarifas das distribuidoras da elétrica no Brasil.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) da EDP Brasil atingiu os 778,8 milhões de reais (173 milhões de euros) no terceiro trimestre, o que corresponde a uma subida de 14,6% face ao mesmo período do ano passado.

“O desempenho da EDP no terceiro trimestre é marcado pela conclusão dos dois processos de revisão tarifária em São Paulo e no Espírito Santo”, referiu Miguel Setas, presidente da EDP Brasil, em comunicado. “O investimento realizado no ciclo tarifário anterior permitiu o reconhecimento económico significativo na base de ativos regulatórios”, acrescentou o responsável.

A elétrica investiu 562,2 milhões de reais (125 milhões de euros) no último trimestre, mais 41% face ao ano anterior. Desde o início do ano o investimento ascende a 1,6 mil milhões de reais (350 milhões de euros), dos quais 443 milhões (100 milhões de euros) foram investidos na área da distribuição.

Segundo a Reuters, a revisão tarifária da distribuidora da EDP no Espírito Santo resultou num aumento de 28% na Base de Remuneração Líquida e redução de 4,84% na tarifa média para o consumidor. Na distribuidora EDP São Paulo, a queda na tarifa foi de 5,33%, com aumento da Base de Remuneração Líquida de 45,3%. Estas revisões geraram um efeito contabilístico de 228 milhões de reais (50,7 milhões de euros) com geração de valor à concessão das distribuidoras.

“Esses 228 milhões da distribuição trouxeram de facto um grande impacto para o nosso EBITDA e impacto ao nosso lucro líquido. É resultado de investimentos em distribuição, de uma gestão de ativos muito rigorosa e dessa agregação de valor que nós conseguimos fazer na base de ativos”, explicou Setas.

O grupo EDP apresenta contas na próxima semana, no dia 30 de outubro.

Comentários ({{ total }})

Lucro da EDP Brasil acelera à boleia da revisão das tarifas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião