Fisco apanhou quase um milhão de contas secretas no estrangeiro. E já rendem impostos

  • ECO
  • 1 Novembro 2019

O Expresso avança que as poupanças que no final de 2016 estavam no estrangeiro estão a ser analisadas pela Autoridade Tributária e que 71% dos contribuintes corrigiram as declarações.

O Fisco já está a passar a pente fino contas de portugueses no estrangeiro que não tinham sido declaradas em Portugal. A avaliação feita pela Administração Tributária incide sobre as poupanças acumuladas até ao final de 2016, avança o jornal Expresso.

Trata-se de contribuintes com rendimentos mais elevados que se esqueceram de declarar os rendimentos que têm no estrangeiro ou que declaram montantes inferiores aos que foram reportados ao Fisco através da troca automática de informações.

O Expresso cita um balanço feito pela Autoridade Tributária a que teve acesso onde não é quantificado o universo de faltosos nem o tipo de falhas identificadas, mas onde o Fisco acrescenta que com estes projetos-piloto “já foram conseguidas cerca de 71% regularizações voluntárias”. O Fisco acrescenta que o valor sai reforçado porque os contribuintes “regularizaram a sua situação tributária do ano em causa e dos anos subsequentes”.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fisco apanhou quase um milhão de contas secretas no estrangeiro. E já rendem impostos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião