Manuel Monteiro: “O CDS não cresce apenas com os que lá estão. Posso dar um contributo”

  • ECO
  • 5 Novembro 2019

"O CDS não cresce apenas com os que lá estão, como se viu. Posso dar um contributo", diz Manuel Monteiro, criticando o impasse na sua refiliação.

Manuel Monteiro considera que o CDS-PP “não cresce apenas com os que lá estão”, garantindo que pode dar o seu contributo para essa trajetória. Ao Jornal I, o ex-líder centrista diz ainda que o impasse na sua refiliação não é próprio de um próprio de um Estado de direito.

Segundo adiantou à Lusa, Monteiro pediu, esta segunda-feira, explicações ao partido, por carta, exigindo saber qual o artigo estatutário ou normal legal em que o secretário-geral se baseou para adiar a sua refiliação para a liderança a sair do próximo congresso, de 25 e 26 de janeiro de 2020.

O antigo líder centrista disse ter pedido a sua “inscrição com militante base”, sendo nessa condição que quer “participar no futuro do CDS” e não “socorrer ou a beneficiar de um qualquer estatuto, regulamentar ou estatutário, só pelo facto de ter sido presidente”.

A direção de Assunção Cristas não vai decidir, até ao congresso de janeiro, a refiliação no CDS do ex-líder Manuel Monteiro, que deixou o partido em 1998 para fundar a Nova Democracia (ND). “Essa é uma decisão que ficará na pasta de transição” para a liderança que sair do congresso nacional de janeiro de 2020, afirmou à agência Lusa o secretário-geral do CDS, Pedro Morais Soares.

Para Manuel Monteiro, é “no mínimo bizarro” que o partido “perca tempo” com este assunto”, especialmente numa altura em que o partido deveria “estar a chamar pessoas, a debater ideias para que o CDS saísse da situação em que se encontra” após as legislativas em que o seu grupo parlamentar reduziu de 18 para cinco deputados e teve 4,4% dos votos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Manuel Monteiro: “O CDS não cresce apenas com os que lá estão. Posso dar um contributo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião