Gran Cruz transforma a Quinta de Ventozelo num hotel rural de quatro estrelas direcionado ao enoturismo

  • Fátima Castro
  • 9 Novembro 2019

Gran Cruz recuperou a Quinta de Ventozelo e transformou-a num hotel rural de quatro estrelas em que o protagonista principal é o enoturismo. 29 quartos, museu, mercearia e sete percursos pedestres.

A Quinta de Ventozelo é uma das mais antigas propriedades da região do Douro e foi adquirido em finais de 2014 pelo grupo Gran Cruz. Entre o projeto e a construção do hotel foram necessários três anos e sete milhões de euros, apenas para a requalificação do espaço, para transforma-lo num hotel rural de quatro estrelas que tem como foco principal o enoturismo, revelou ao ECO, Jorge Dias, diretor-geral da Gran Cruz.

A hotel rural da Quinta de Ventozelo vai abrir ao público, na próxima semana e não faltarão novidades. Para além da típica piscina com vistas para o vale do Douro, o hotel vai contar com um restaurante, uma mercearia e um museu inteiramente dedicado à história da Quinta, do Douro e do Vinho do Porto.

“Depois do Grupo Gran Cruz ter comprado a Quinta de Ventozelo foram reestruturados 40 hectares de vinha e produzidas mais de 20 referências de diferentes vinhos, para além da adaptação de todo o património construído para dar asas ao hotel”, refere Jorge Dias.

A Quinta de Ventozelo é um projeto muito ligado à natureza e ao mundo rural e como tal os hóspedes podem usufruir de sete percursos pedestres entre as paisagens avassaladoras do Rio Douro.

“Não queremos que as pessoas vão para Ventozelo como se fossem para um hotel e SPA. Queremos que os hóspedes olhem para Ventozelo com um hotel e uma quinta e que possam participar no quotidiano deste tipo de ambiente”, explica ao ECO Jorge Dias, à margem da conferência “A transferência de tecnologia para as empresas”, na Fundação Serralves, no Porto.

O grupo Porto Cruz tem um volume negócios que ronda os 95 milhões de euros. Já é detentor do espaço Porto Cruz na Ribeira de Gaia e de um pequeno hotel na ribeira do Porto. Segundo o diretor-geral da Gran Cruz o objetivo é abrir o hotel rural Quinta do Ventozelo, “no máximo, dentro de duas semanas”.

Quanto ao público-alvo, são os franceses, espanhóis e portugueses, as nacionalidades mais interessadas neste tipo experiência, em que o vinho é o protagonista. O diretor-geral da Gran Cruz explica ao ECO que começa a existir uma grande procura de brasileiros e americanos. “No Douro estou convencido que vamos começar a ter uma procura cada vez maior do outro lado do Atlântico”, acrescenta.

Comentários ({{ total }})

Gran Cruz transforma a Quinta de Ventozelo num hotel rural de quatro estrelas direcionado ao enoturismo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião