Empresa que contratava médicos para as prisões fugiu com dinheiro

  • ECO
  • 12 Novembro 2019

A Corevalue Healthcare Solutions recrutou médicos, enfermeiros e auxiliares para prestação de serviços nas prisões. Empresa não pagou aos profissionais e está incontactável.

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions a contratação de profissionais de saúde para o preenchimento de horas nas várias unidades prisionais em 2018. A empresa contratou médicos, enfermeiros, auxiliares de ação médica, entre outros profissionais, mas não lhes pagou, avança esta terça-feira o Diário de Notícias (acesso pago).

Segundo adianta ainda o jornal, a DGRSP considera que a responsabilidade é da Corevalue Healthcare Solutions, dizendo que pagou à cabeça as horas contratualizadas junto da empresa.

Há já várias ações individuais colocadas em tribunal por estes profissionais de saúde, reclamando quantias avultadas pela prestação de serviços nas prisões. Algumas denúncias foram feitas junto dos ministérios da Justiça e da Saúde e ainda junto da Procuradoria-Geral da República, da Provedoria de Justiça, dos sindicatos e das ordens das classes.

Segundo o Diário de Notícias, em Lisboa há mais de 30 profissionais de saúde nesta situação e 40 mil euros por pagar.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresa que contratava médicos para as prisões fugiu com dinheiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião