Oi fica sem CEO no final de janeiro. Eurico Neto renuncia

  • ECO
  • 11 Dezembro 2019

Pouco mais de dois anos depois, anuncia a sua saída, isto num altura em que continua a decorrer o processo de recuperação judicial da Oi.

A Oi está prestes a ficar sem presidente executivo. Eurico Neto vai abandonar o cargo no final de janeiro, isto quando ainda está a decorrer o plano de recuperação judicial da operadora de telecomunicações brasileira.

“Eurico de Jesus Teles Neto anunciou nesta data que deixará o cargo de diretor presidente da companhia em 30 de janeiro de 2020, conforme o Termo de Ajustamento e Modelo de Transição de Diretoria Executiva homologado pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro (Juízo da Recuperação Judicial)”, refere o comunicado da Oi enviado pela Pharol à CMVM.

Teles Neto foi nomeado CEO em 2017, primeiro de forma interina, mas depois em termos efetivos. Assumiu a liderança da empresa brasileira após a renúncia ao cargo de Marco Schroeder.

Pouco mais de dois anos depois, anuncia a sua saída, isto num altura em que continua a decorrer o processo de recuperação judicial da empresa detida, em parte, pela Pharol. A homologação do Plano de Recuperação Judicial completa dois anos em fevereiro, altura em que cessaria, mas a Oi pediu mais tempo para levar a cabo o seu processo de reestruturação.

A Oi entende que “a continuidade de supervisão judicial ao fim do período de dois anos é uma medida natural que tem sido aplicada na maior parte dos processos de recuperação judicial” e que o “requerimento apresenta ao Juízo circunstâncias relacionadas à complexidade inerente à magnitude de seu processo de RJ e às reformas em curso no ambiente jurídicoregulatório, e que exigem providências ainda a serem implementadas no âmbito da recuperação judicial.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Oi fica sem CEO no final de janeiro. Eurico Neto renuncia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião