Madrid ultrapassa Catalunha como a principal economia regional de Espanha

É preciso recuar até 2012 e 2013 para encontrar anos em que a economia madrilena apresentou um peso tão expressivo no PIB de Espanha.

Pela primeira vez desde o período de recuperação económica, a Comunidade de Madrid superou a Catalunha como a principal economia regional, sendo que a diferença entre as duas regiões supera os 2.100 milhões de euros. A instabilidade política provocada pela tentativa de independência da Catalunha e a consequente “fuga” de empresas da região poderá explicar a inversão das contas.

Segundo os dados divulgados esta sexta-feira, no ano passado o Produto Interno Bruto (PIB) madrileno ascendeu a 230.794 milhões de euros face aos 228.682 milhões do catalão, uma diferença de 2.112 milhões de euros. Segundo o El País (acesso livre, conteúdo em espanhol), cada uma destas economias representam cerca de 19% do PIB total de Espanha, perfazendo um total de 38%.

É preciso recuar até 2012 e 2013 para encontrar anos em que a economia madrilena apresentou um peso tão expressivo no PIB de Espanha. Segundo o El Confidencial (acesso livre, conteúdo em espanhol), há dois fatores que podem explicar esta inversão. Primeiro durante o período da crise económica, Madrid beneficiou do chamado “efeito capital”, isto é, que a economia se concentra à volta das grandes cidades. Nesse sentido, apesar de a crise ter sido muito sentida em Espanha, em Madrid os efeitos foram mais leves e a recuperação mais intensa.

Por outro lado, a economia catalã sofreu um abrandamento nos últimos anos, devido ao processo social em que está envolvida. O pedido de autodeterminação por parte da Generalitat — governo regional catalão –, levou a uma perda de confiança por parte de algumas empresas, que chegaram a retirar a sede fiscal da Catalunha, e que aliada à fuga de investidores estrangeiros da região para Madrid, pesou na economia.

Apesar de a Catalunha ter vindo a ganhar peso na economia espanhola desde o início da crise, passando de 18,7% do PIB nacional para 19,1% tem vindo a cair nos últimos anos. Ao mesmo tempo, Madrid tem sido a região que apresenta um maior crescimento médio dos últimos dois anos empatada com os Baleares, sublinha o El Confidencial.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Madrid ultrapassa Catalunha como a principal economia regional de Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião