Um quinto dos portugueses não consegue pagar o aquecimento da casa

Só em quatro países da União Europeia é que mais pessoas disseram não conseguir pagar o aquecimento do lar do que em Portugal.

Quase um quinto dos portugueses não consegue pagar para manter a casa quente o suficiente. São apenas quatro os Estados-membros da União Europeia onde mais pessoas disseram que não podiam sustentar o aquecimento do lar, em 2018, de acordo com os dados do Eurostat divulgados esta segunda-feira.

Em Portugal, 19,4% da população disse não conseguir manter a casa aquecida, em 2018. Este valor tem vindo a descer, sendo que totalizava 20,4% no ano anterior. Ainda assim, Portugal continua a estar entre os países da UE em que uma maior fatia da população se encontra nesta situação, ficando apenas atrás da Bulgária, Lituânia, Grécia e Chipre.

O valor nacional ficou também acima da média europeia, sendo mesmo mais do dobro. Em 2018, 7% da população da União Europeia disse que não conseguia aquecer o suficiente a casa. Esta percentagem atingiu um pico em 2012, de 11%, mas desde aí tem vindo sempre a cair.

No extremo mais baixo da tabela encontram-se maioritariamente países nórdicos. Destaque para a Áustria, Finlândia, Luxemburgo e Países Baixos, onde apenas cerca de 2% da população disse que não conseguia manter a casa quente o suficiente, de acordo com o gabinete de estatísticas da UE.

Comentários ({{ total }})

Um quinto dos portugueses não consegue pagar o aquecimento da casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião