5 coisas que vão marcar o dia

Ministra da Justiça e ministra da Cultura respondem às perguntas dos deputados sobre o Orçamento do Estado. Benfica faz reembolso antecipado. E FMI atualiza previsões.

Depois de vários ministros, entre eles os da Economia, Saúde e Educação, é a vez da ministra da Cultura e da ministra da Justiça irem ao Parlamento responder às perguntas dos deputados sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2020. O dia fica ainda marcado pelo reembolso antecipado de obrigações do Benfica, pela divulgação das taxas no crédito à habitação e pelo novo relatório da OIT. E o FMI atualiza as previsões para a economia mundial.

Ministra da Justiça vai à Assembleia da República

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 do Governo de António Costa foi aprovada na generalidade a 10 de janeiro, com a abstenção do BE, PCP, PAN, PEV, Livre e dos deputados do PSD Madeira com assento na Assembleia da República. Votaram contra o PSD, o CDS-PP, o Chega e o Iniciativa Liberal. Depois de aprovado o OE, está agora a realizar-se a discussão na especialidade na Comissão de Orçamento e Finanças, com a audição dos ministros responsáveis pelas várias pastas. Esta segunda-feira, é a vez da ministra da Cultura, da parte da manhã. À tarde, a partir das 16h00, será a ministra da Justiça a prestar esclarecimentos aos parlamentares.

Benfica faz reembolso antecipado de obrigações emitidas em 2018

O clube das águias vai fazer, a partir desta segunda-feira, o reembolso antecipado de parte das obrigações emitidas em 2018 e que só iriam atingir maturidade em 2021. No total, o Benfica irá distribuir por todos os obrigacionistas 25,2 milhões de euros, recebendo os investidores não só o montante do reembolso, mas também juro semestral e prémio. Cada obrigacionista vai receber uma parte do valor investido: 2,78 euros por cada cinco euros (valor de uma obrigação) investidos. O clube oferece, além disso, um prémio de 1,25% sobre o montante antecipadamente reembolsado e vai pagar o juro semestral de 4%.

FMI atualiza previsões mundiais

O Fundo Monetário Internacional (FMI) lança, esta segunda-feira, a atualização do “World Economic Outlook”, isto é, das previsões económicas mundiais. A previsão divulgada em outubro do ano passado indicava que Portugal iria crescer acima da média da Zona Euro tanto em 2019 como em 2020, tendo sido revisto em alta ambos os valores, para 1,9% e 1,6%, respetivamente. As novas projeções serão explicadas pela diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva, e pela conselheira económica e diretora do Departamento de Pesquisa, Gita Gopinath.

Como andam as taxas no crédito à habitação?

O Instituto Nacional de Estatística divulga, esta segunda-feira, as taxas de juro implícitas no crédito à habitação. Os dados são relativos ao último mês do ano passado. Em novembro, a taxa de juro implícita no crédito à habitação caiu pelo quarto mês consecutivo, aproximando-se dos 1%. Esta evolução recente marca uma correção depois de, em agosto, os juros terem atingido máximos de três anos.

Que tendências vão marcar o mercado de trabalho em 2020?

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) publica, esta segunda-feira, o relatório “World Employment ad Social Outlook Trends 2020”. Neste estudo, a organização liderada por Guy Ryder analisa os problemas mais relevantes do mercado de trabalho atual, nomeadamente o desemprego, a desigualdade salarial e a desregulação em alguns países. O relatório inclui também novas projeções, tal como estimativas revistas da fatia de riqueza que estão ficar nas mãos dos trabalhadores de todo o mundo.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião