41% da energia utilizada para aquecer casas em Portugal já é renovável

Entre os 28 Estados-membros da UE, Portugal está na sétima posição no que toca utilização de energias renováveis para aquecimento e arrefecimento dos espaços. Suécia é a líder da Europa.

Portugal é o sétimo país da União Europeia (UE) que mais utiliza as energias renováveis para aquecimento ou arrefecimento dos espaços. País destaca-se no recurso às energias “limpas”, registando uma percentagem que é quase o dobro da média europeia.

Em 2018, as energias renováveis em Portugal representaram 41% do total de energia utilizada para aquecimento e arrefecimento, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat. Dez anos antes, em 2008, a percentagem era de 37%.

Entre os 28 Estados-membros da União Europeia — ainda a contar com o Reino Unido –, foram utilizadas apenas 21% do total de energia proveniente de fontes renováveis. Assim, Portugal tem quase o dobro da percentagem registada em toda a UE.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, também a nível europeu registam-se aumentos significativos — passando de 12% em 2004 para 21% em 2018 –, sendo que os setores da indústria, serviços e as famílias são os que mais contribuíram para este feito.

Dados relativamente à utilização de energia renovável para aquecimento e arrefecimento dos espaços em 2018.Fonte. Eurostat

A Suécia é o país que lidera na utilização destas energias “verdes”, com quase dois terços da energia (65%) utilizada para aquecimento e arrefecimento a ser proveniente de fontes renováveis. Há ainda três países onde mais de metade da energia renovável é utilizada com esse fim, são eles a Letónia (56%), Finlândia (55%) e Estónia (54%).

No polo oposto, isto é, onde ainda não há grande dependência de energia “amiga do ambiente” estão a Irlanda e a Holanda, ambas com apenas 6% desta energia a ser utilizada para aquecimento e arrefecimento dos espaços, seguida pela Bélgica (6%) e Luxemburgo (9%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

41% da energia utilizada para aquecer casas em Portugal já é renovável

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião