Alstom anuncia acordo para comprar Bombardier. Vai pagar até 6,2 mil milhões de euros

  • Lusa
  • 17 Fevereiro 2020

Um ano depois das autoridades europeias terem vetado uma fusão entre a Alstom e a alemã Siemens, o grupo francês comprou a atividade de transportes da canadiana Bombardier.

O grupo francês Alstom anunciou esta segunda-feira a compra da atividade de transportes da canadiana Bombardier por um valor entre 5.800 e 6.200 milhões de euros, o que representa a criação do segundo maior grupo ferroviário do mundo.

O acordo foi assinado com a atual direção da Bombardier, empresa que enfrenta várias dívidas, e com o banco canadiano CDPQ, principal credor, que se vai tornar no maior acionista do conglomerado, com 18% do capital.

A operação tem lugar um ano após as autoridades europeias terem vetado uma fusão entre a Alstom e a alemã Siemens, que teria permitido dar origem a um novo líder mundial no setor.

A criação do grupo que resultará da aquisição da Bombardier pela Alstom, que terá ainda de ser aprovada pelas autoridades da concorrência, permitirá constituir o segundo maior grupo ferroviário do mundo, a seguir ao chinês CRRC.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alstom anuncia acordo para comprar Bombardier. Vai pagar até 6,2 mil milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião