Grupo francês Alstom admite compra da canadiana Bombardier

  • Lusa
  • 17 Fevereiro 2020

Grupo francês Alstom está a negociar a compra da divisão ferroviária da empresa canadiana Bombardier que enfrenta sérias dificuldades financeiras devido a dívidas.

O grupo francês Alstom indicou esta segunda-feira que está a negociar a compra da divisão ferroviária da empresa canadiana Bombardier que enfrenta sérias dificuldades financeiras devido a dívidas.

Através de um curto comunicado, Alstom confirmou que há “discussões em curso sobre a aquisição da Bombardier Transport, acrescentando que ainda não tomou uma decisão final.

A Alstom garantiu que vai tornar público “qualquer desenvolvimento significativo” sobre o assunto.

Nas últimas semanas foram difundidas várias notícias sobre a intenção do grupo francês, depois do anúncio da Bombardier sobre a venda de 30% da Airbus ao governo do Quebeque por 591 milhões de dólares.

A divisão de negócios ferroviários Bombardier opera em 60 países e emprega 40.650 trabalhadores a nível mundial, além dos trabalhadores canadianos.

A Alstom que emprega 36.300 pessoas em 60 países manteve recentemente negociações que tiveram como finalidade a fusão com a empresa alemã Siemens, mas a operação foi suspensa pela Comissão Europeia por receios de interferência danosa ao nível da concorrência.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Grupo francês Alstom admite compra da canadiana Bombardier

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião