Coronavírus arrasa bolsas europeias. Lisboa cai 2%

As bolsas europeias estão pintadas de vermelho. O surto de coronavírus está a assustar os investidores, levando as praças europeias a registarem quedas superiores a 2%.

O coronavírus está a assustar os investidores, arrasando as bolsas europeias. A praça italiana, onde já vai em três o número de mortes por causa do surto, é a mais castigada, ao cair 3,5%. Lisboa acompanha as quedas das congéneres ao cair 2%, numa sessão em que 17 das 18 cotadas estão em “terreno” negativo.

O número de mortos devido ao coronavírus subiu para 2.592 na China continental e foram reportados 409 novos infetados. Itália passou a ser o quarto país com mais casos de coronavírus, motivando o Governo a aplicar medidas de contenção.

O Stoxx 600, índice de referência europeu, arrancou a cair 1,5%, atingindo o nível mais baixo em mais de duas semanas. O italiano FTSE MIB recua 3,34%, encaminhando-se para a maior perda desde dezembro de 2018. O britânico FTSE 100 também é penalizado, recuando 2,20%.

Já o índice de referência nacional, PSI-20, recua 2,01% para os 5.278,49 pontos, com quase todas as cotadas em queda. Só uma das 18 cotadas evita um desempenho negativo.

A Mota-Engil destaca-se ao afundar mais de 5%, enquanto os CTT cedem 4,5%. O BCP recua 3,32% para os 18,36 cêntimos, sendo dos títulos que mais pressiona a bolsa nacional, a par da Galp Energia.

A petrolífera portuguesa cai 3,53% para os 13,79 euros. Isto numa altura em que o petróleo recua nos mercados internacionais. O Brent, negociado em Londres, segue a cair 3,13% para os 56,67 dólares por barril.

Ao contrário do que acontece nos mercados acionistas, mas também no petróleo, o ouro brilha. Os investidores estão a procurar refúgio no metal precioso, que está a subir 2,22% para 1679,78 dólares por onça.

(Notícia atualizada às 8h30)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Coronavírus arrasa bolsas europeias. Lisboa cai 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião