Alemanha ultrapassa os 1.000 infetados pelo novo coronavírus

  • Lusa
  • 9 Março 2020

O foco principal da contaminação na Alemanha continua a ser a região da Renânia do Norte-Vestfália, na fronteira com os Países Baixos e a Bélgica.

A Alemanha ultrapassou os mil casos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19) ao registar 1.112 pessoas infetadas, um salto de mais de 150 casos em menos de 24 horas, anunciou esta segunda-feira o Instituto Robert Koch.

O foco principal da contaminação continua a ser a região da Renânia do Norte-Vestfália, na fronteira com os Países Baixos e a Bélgica, com quase 500 casos, segundo o instituto de referência que supervisiona na Alemanha as investigações sobre epidemias e outras doenças.

Nesse estado, o mais populoso da Alemanha, vários jogos de futebol poderão ser em breve disputados à porta fechada para impedir a propagação do vírus, como já ocorre em Itália. Este será o caso do próximo ‘derby’ do campeonato nacional da 1.ª divisão entre as equipas do Borussia Mönchengladbach e Colónia, marcado para quarta-feira, anunciou o ministro da Saúde alemão, Karl-Josef Laumann.

Deixo para os próprios clubes decidir se jogam sem público ou se não jogam de todo“, afirmou o ministro na noite de domingo na televisão pública ARD. Karl-Josef Laumann disse ser “perfeitamente claro” que o estado irá seguir as recomendações dadas pelo governo no domingo para evitar reuniões de mais de mil pessoas a fim de conter a propagação do coronavírus.

Outro clube da região, o Bochum (2.ª divisão da região do Ruhr), anunciou a suspensão da venda de ingressos no seu estádio até novo aviso. A Liga Nacional de Futebol disse que o campeonato será disputado até o fim, independentemente das circunstâncias.

Atualmente, a Alemanha não registou no seu território mortes relacionadas com o novo coronavírus. Mas a situação pode mudar rapidamente, principalmente porque o país tem uma das populações mais envelhecidas da Europa.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 3.800 mortos. Cerca de 110 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 62 mil recuperaram.

Portugal regista 30 casos confirmados de infeção, segundo o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado no domingo. Todos os infetados, 18 homens e 12 mulheres, estão hospitalizados. A DGS comunicou também que 447 pessoas estão sob vigilância por contactos com infetados.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Alemanha ultrapassa os 1.000 infetados pelo novo coronavírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião