Aeroporto do Porto é o melhor da Europa pelo 13.º ano consecutivo

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro é distinguido pela 13.ª vez como o melhor aeroporto da Europa na categoria 15 a 25 milhões de passageiros.

O Francisco Sá Carneiro foi eleito pela décima terceira vez como melhor aeroporto da Europa, em 2019, na categoria 15 a 25 milhões de passageiros, de acordo com o ranking Airport Service Quality Survey 2019 do Airport Council International (ACI).

“Este prémio é uma excelente distinção e reconhecimento internacional do trabalho que a equipa deste aeroporto vem realizando em todos os serviços que prestamos. O empenho que os trabalhadores do Aeroporto aplicam diariamente reflete-se na qualidade do serviço que os nossos passageiros conhecem e avaliam”, explica Fernando Vieira, diretor do Aeroporto do Porto, em comunicado.

O aeroporto do Porto foi eleito pelos seus elevados padrões de qualidade de serviço, isto tendo em conta a medição da satisfação dos passageiros feita pelo Airport Service Quality Survey 2019.

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, que é o maior aeroporto do noroeste da Península Ibérica e um dos aeroportos mais premiados, ultrapassou, em 2019, a marca de 13 milhões de passageiros, inaugurando 10 novos destinos e acolhendo 5 novas companhias aéreas.

Aeroporto Francisco Sá Carneiro

“Este prémio é particularmente significativo para nós num ano em que o tráfego de longa distância cresceu 40% e o crescimento total foi de 9,8%. A atratividade da região, os padrões operacionais e os investimentos realizados permitiram ao Aeroporto do Porto continuar o seu crescimento sustentável, mantendo-se como uma experiência positiva para os passageiros”, destaca o CEO da ANA – Aeroportos de Portugal – VINCI Airports, Thierry Ligonnière.

A ANA, empresa que gere o Aeroporto do Porto, destaca que este prémio é resultado de todo o trabalho que tem sido desenvolvido e evidencia que “o Francisco Sá Carneiro é um dos aeroportos mais premiados, pois é o 13º prémio nos últimos 14 anos”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Aeroporto do Porto é o melhor da Europa pelo 13.º ano consecutivo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião